Nome do Projeto
AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE HORTALIÇAS FOLHOSAS PROVENIENTES DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CONVENCIONAL, ORGÂNICO E HIDROPÔNICO, SOB COMERCIALIZAÇÃO, NA CIDADE DE PELOTAS/RS.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/07/2013 - 28/06/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Microbiologia e Bioquímica do Solo
Resumo
A qualidade dos alimentos no seu aspecto nutricional e higiênico-sanitário é atualmente uma das maiores preocupações dos consumidores conscientes, pois uma alimentação saudável além de prevenir doenças, também funciona como um poderoso recurso terapêutico. As hortaliças têm recebido preferência de consumo na dieta humana, sendo consumidas na sua forma crua, com isto, vem aumentando o risco de transmissão de doenças veiculadas por estes alimentos, uma vez que são comumente associadas à presença de enteroparasitas e microrganismos patogênicos. O perfil microbiológico de alimentos vegetais depende de diversos fatores, que vão desde as etapas de produção primária até o seu preparo para o consumo final. O solo parece ser o responsável pela maioria das contaminações, seguido das águas de irrigação quando não tratadas, uma vez que devido ao fato das hortaliças necessitarem de um ambiente permanentemente úmido, a prática da irrigação é constante, principalmente nos meses de seca. Na busca por alimentos saudáveis aparece o interesse por produtos orgânicos, uma vez que este tipo de cultivo exclui o uso de fertilizantes sintéticos de alta solubilidade e de agrotóxicos. No entanto, os críticos da agricultura orgânica questionam a qualidade higiênico-sanitária de produtos oriundos desse tipo de cultivo, devido ao uso de esterco de animais, embora se saiba que esta é uma prática comum também em sistemas convencionais de produção. O fato é, que se o esterco não for corretamente tratado, pode ser uma fonte de contaminação dos produtos e do solo, tanto no sistema orgânico como no convencional. A segurança dos alimentos produzidos no sistema orgânico ainda permanece controversa para muitos consumidores e pesquisadores, devido a falta de dados científicos conclusivos. Para tanto, o desenvolvimento de pesquisas abordando os aspectos sanitários poderão trazer informações que permitam se fazer uma avaliação da segurança desses alimentos. Também, de acordo com alguns autores, o valor nutricional dos alimentos produzidos organicamente é superior quando comparado com os alimentos produzidos convencionalmente. Face ao exposto, a presente pesquisa tem como objetivo avaliar a qualidade higiênico-sanitária, agronômica e nutricional de folhas, frutos e raízes de hortaliças proveniente de sistemas de produção convencional e orgânica, sob comercialização.

Objetivo Geral

A presente pesquisa tem como objetivo avaliar a qualidade higiênico-sanitária e nutricional de hortaliças folhosas de origem orgânica, convencional e hidropônica, comercializadas em Pelotas/RS.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00

Página gerada em 11/12/2018 13:55:49 (consulta levou 0.072671s)