Nome do Projeto
Morfometria do cavalo Crioulo e sua correlação com desempenho no Freio de Ouro
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2013 - 31/07/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica Veterinária
Resumo
Há 30 anos foi criada a competição denominada Freio de Ouro, e, provavelmente foi o marco da transição do cavalo crioulo, até então animal de trabalho, para o cavalo atleta. Esta prova tem a finalidade de demonstrar as habilidades do cavalo crioulo que seriam utilizadas em trabalhos do dia-a-dia no campo, além de testar a doma, resistência, docilidade, aptidão e a coragem, que formam as características funcionais da raça. Atualmente, a competição envolve cerca de 2000 animais competindo em credenciadoras, classificatórias, e final do Freio de Ouro. Estes eventos tomaram proporções significativas dentro da raça e, com isso, o investimento em genética foi, e provavelmente continuará sendo um dos critérios mais utilizados pelos criadores de cavalos crioulos, ao adquirir um animal destacado numa competição, e possivelmente utilizado mais intensivamente na reprodução. Nas principais provas em que o Crioulo compete, os exercícios são realizados em alta velocidade, apresentam mudanças bruscas de direção, paradas abruptas e ainda “pechadas” com gado. Por isso, a preocupação de proprietários e treinadores na escolha de animais para competir é evidente, considerando a super exigência dos músculos, tendões e subsequentemente dos ossos, o que pode acabar afetando o desempenho destes animais em alguns momentos da realização da prova. Embora algumas observações técnicas tenham sido relatadas por criadores, profissionais e técnicos envolvidos com a raça, não há registros científicos que auxiliem na análise da associação entre morfologia e função nas diferentes modalidades que engloba o Freio de Ouro. Os critérios, hoje utilizados para escolha do tipo morfológico, visando melhor desempenho funcional, não tem suporte científico quantitativo, baseando-se apenas, em observações subjetivas de criadores experientes. Portanto, este estudo terá por finalidade proporcionar suporte científico baseado em associações quantitativas funcionais e morfológicas Os resultados deste trabalho servirão como ferramenta objetiva na seleção morfológica em busca do melhor desempenho funcional para raça Crioula.

Objetivo Geral

Estabelecer características morfológicas específicas associadas ao desempenho funcional em cavalos Crioulos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANELISE MARIA HAMMES PIMENTEL401/08/201331/07/2015
ANGELO DOS ANJOS BERWALDT201/08/201331/07/2015
ARIONE AUGUSTI BOLIGON201/08/201331/07/2015
CARLA AUGUSTA SASSI DA COSTA GARCIA201/08/201331/07/2015
CÂNDIDO VÍTOR KERN NUNES201/08/201331/07/2015
GABRIEL DE MARCO FLÓRIO801/08/201331/07/2015
HEDEN LUIZ MARQUES MOREIRA401/08/201331/07/2015
JOÃO RICARDO MALHEIROS DE SOUZA2001/08/201331/07/2015
JOÃO RICARDO MALHEIROS DE SOUZA1201/08/201331/07/2014
JULIANA SALIES SOUZA201/08/201331/07/2015
LUCAS SAMPAIO SEDREZ201/08/201331/07/2015
LUCAS SAMPAIO SEDREZ1201/08/201431/07/2015
MONIQUE DA SILVA COSTA201/08/201331/07/2015
NAIANA HUNDERTMARCK PEROBELLI201/08/201331/07/2015
NATHANAEL RAMOS MONTANEZ201/08/201331/07/2015
NATHANAEL RAMOS MONTANEZ1201/11/201431/07/2015
SANDRA MARA DA ENCARNACAO FIALA RECHSTEINER201/08/201331/07/2015
SERGIANE BAES PEREIRA201/08/201331/07/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
ABCCC (Associação Brasileira de Cavalos Crioulos)R$ 20.000,00

Página gerada em 07/04/2020 00:34:40 (consulta levou 0.078884s)