Nome do Projeto
A qualidade do cuidado puerperal na atenção básica à saúde no município de Pelotas-RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2013 - 01/07/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
O puerpério exige atenção especial frente á fragilização física, psíquica e social que impõe a mulher. E as complicações neste período, não identificadas ou não tratadas são responsáveis por muitas sequelas e mortes de mulheres. A Atenção Básica ocupa papel central na rede de atenção e deveria garantir o acesso aos serviços de qualidade. Assim, pretende-se realizar estudo transversal para identificar a qualidade do cuidado realizado à puérpera na rede de atenção básica do município de Pelotas/RS/Brasil, em puérperas atendidas nas Unidades Básicas de Saúde da área urbana do município no ano de 2013. Para isso, baseado em referências nacionais e internacionais, foram selecionadas 19 recomendações que serão utilizadas como indicadores de qualidade do cuidado puerperal. Cada indicador de qualidade define o melhor cuidado, com base nas referências disponíveis, para a prevenção das morbidades específicas do período pós-parto e as ações para a promoção da saúde materna. A realização do maior número das ações definidas deverá indicar maior qualidade do serviço e, consequentemente, maior qualidade de vida para estas mulheres. Ainda, os resultados da pesquisa poderão subsidiar a gestão local para a efetivação da atenção realizada e planejamento de novas intervenções para o fortalecimento das políticas de saúde da mulher no puerpério. Esta pesquisa será desenvolvida no sistema público de saúde do município, onde atua a mestranda, atendendo o objetivo de capacitação profissional da rede de saúde do curso de Mestrado Profissional em Saúde Pública Baseada em Evidências.

Objetivo Geral

Objetivo geral

Avaliar a qualidade da atenção realizada às puérperas na rede de atenção básica do município de Pelotas/RS, através de dados secundários, no ano de 2013.

Objetivos específicos

1. Avaliar a presença de registro sobre informações do puerpério nas fichas de pré-natal e prontuários-família. 2. Verificar o registro dos indicadores de qualidade para a atenção ao período pós-parto abaixo relacionados:
a) Realização de visita domiciliar na primeira semana de puerpério.
b) Realização da primeira consulta na unidade de saúde, até o 10º dia puerperal.
c) Realização de consulta puerperal na unidade de saúde entre o 30º e 42º dia após o parto.
d) Promoção do aleitamento materno exclusivo com observação da mamada na consulta.
e) Controle de sinais vitais nas consultas.
f) Prescrição de método contraceptivo adequado para o período puerperal.
g) Exame das mamas nas consultas e registro dos principais achados.
h) Anamnese para infecção puerperal.
i) Anamnese para hemorragia pós-parto.
j) Anamnese para pré-eclâmpsia e eclâmpsia.
k) Anamnese para tromboembolismo.
l) Observação de sintomas psicológicos.
m) Presença de familiar nas consultas puerperais.
n) Checagem da situação vacinal para dT, Hep B e TV.
o) Revisão laboratorial segundo avaliação clínica, em especial para VDRL e HIV em caso de não ter sido rastreado no pré-natal.
p) Controle do peso da puérpera na consulta puerperal.
q) Orientação de alimentação saudável.
r) Orientação para atividade física regular.
s) Prescrição de sulfato ferroso para o uso até o terceiro mês após o parto.

3. Verificar os indicadores da qualidade da atenção ao puerpério de acordo com o modelo de atenção da UBS - Tradicional ou Estratégia Saúde da Família (ESF).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNO PEREIRA NUNES201/07/201301/07/2014
RENATA DE LIMA LEMOS1201/07/201301/07/2014

Página gerada em 17/06/2019 06:02:38 (consulta levou 0.063675s)