Nome do Projeto
Impacto das mudanças climáticas (alterações da temperatura) sobre a intensidade de ocorrência da podridão parda (Monilinia fructicola (Wint) Honey) do pessegueiro no Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
04/09/2013 - 03/09/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fitopatologia
Resumo
Pouco se conhece sobre os efeitos de mudanças climáticas na distribuição espacial e temporal de problemas fitossanitários no Brasil. As mudanças climáticas poderão causar impactos significativos na agricultura brasileira em particular na ocorrência de doenças. A temperatura é considerada um dos principais fatores climáticos que sofrerá alterações. Entretanto não se sabe quais serão os impactos do aumento da temperatura sobre os problemas fitossanitários das culturas, nas diversas regiões do país. A avaliação dos impactos de alterações da temperatura requer conhecimentos sobre como este fator afetará a fisiologia da planta hospedeira e conseqüentemente a interação patógeno com a planta hospedeira. O estudo da influência da temperatura na incidência de doenças em câmara de crescimento permite o isolamento dos efeitos ambientais específicos, fornecendo dados que explicam o desenvolvimento e o impacto no campo. A análise dos impactos da temperatura na ocorrência de doenças do pessegueiro de importância sócio-econômica para o Sul do país contribuirá para o desenvolvimento de estratégias de mitigação e adaptação. As informações sobre o efeito das alterações de temperatura poderão contribuir para geração de mapas com projeções para cenários futuros. Assim, os trabalhos serão desenvolvidos em câmaras de crescimento e os níveis de temperatura a serem testados serão determinados com base nos prognósticos já divulgados pelo IPCC, referentes à previsão de alterações da temperatura atmosférica. O objetivo principal é avaliar os impactos das mudanças climáticas globais, mais especificamente, o aumento de temperatura, sobre a intensidade de ocorrência, espacial e temporal, da podridão parda do pessegueiro causada pelo fungo Monilinia fructicola, no Brasil. Para a elaboração de mapas de prognóstico futuro da podridão parda do pessegueiro no Brasil, utilizar-se-á um banco de dados geográficos a ser estruturado com informações climáticas do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) de seu Quarto Relatório e o banco de dados já organizado com dados do Terceiro Relatório do IPCC. O banco de dados geográfico será composto por informações das variáveis climáticas do Brasil para o clima de referência (normal climatológica de 1960-1991) e futuro (2050, 2080 e 2100, cenários A2 e B1) e será estruturado utilizando o SIG (Sistema de Informações Geográficas). Com base nos modelos de desenvolvimento de problemas fitossanitários e/ou faixas climáticas favoráveis ao desenvolvimento e utilizando o banco de dados geográfico serão elaborados mapas de distribuição geográfica do clima de referência. Após a validação da metodologia (modelo/faixas climáticas) específica para cada problema fitossanitário, serão elaborados mapas de distribuição geográfica dos climas futuros, e, estes avaliados e discutidos a fim de se determinar os impactos das mudanças climáticas, tanto geograficamente como temporalmente.

Objetivo Geral

O objetivo principal é avaliar os impactos das mudanças climáticas globais, mais especificamente, o aumento de temperatura, sobre a intensidade de ocorrência, espacial e temporal, da podridão parda do pessegueiro causada pelo fungo Monilinia fructicola, no Brasil.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00

Página gerada em 13/12/2018 11:28:16 (consulta levou 0.069896s)