Nome do Projeto
Análise comparativa entre gramáticas normativas e de usos da Língua Portuguesa e as formas mais recorrentes de suas efetivas aplicações em textos de universitários.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/10/2013 - 30/07/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Letras
Resumo
Tendo em vista o nível de exigência cada vez maior no que se refere aos conhecimentos sobre a língua materna em concursos seletivos e mesmo na atuação profissional, é imprescindível que todos os indivíduos que tenham a oportunidade de passar pela escola saiam desta efetivamente preparados para enfrentar tal desafio. Os últimos índices mostrados pelo Programa Internacional de Avaliação de Alunos – PISA – com relação a competências linguísticas revelam que os alunos brasileiros situam-se numa posição inferior a países como Panamá, Peru e Azerbaijão. Ou seja, encontramo-nos no desconfortável 54º lugar. É certo que os testes do PISA têm seu foco em competências leitoras e interpretativas, mas também é de conhecimento de quem trabalho para o ensino que essas competências são um reflexo direto do conhecimento que o aluno tem (ou não tem) da estrutura e funcionamento da língua. As práticas pedagógicas utilizadas para o ensino de gramática em sala de aula, em todos os níveis de aprendizagem, têm se mostrado ineficazes ao não atingir seu objetivo central, qual seja o de preparar os estudantes para produzir e compreender discursos escritos, na língua padrão, isentos de erros relativos à estrutura sintática, à regências verbal e nominal, à concordância verbal e nominal, ao uso da crase, à pontuação e acentuação gráfica. Dessa forma, justifica-se um projeto de pesquisa envolvendo alunos universitários – futuros professores de língua materna – numa discussão analítica sobre as diferentes propostas de ensino de gramática.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Aprofundar os estudos sobre as diferentes propostas de ensino de gramática, associando as ações de ensino e pesquisa no contexto acadêmico.

Objetivos específicos
1. Contribuir para os estudos comparativos entre diferentes gramáticas.
2. Identificar os principais problemas apresentados pelo ensino/aprendizagem de conteúdos gramaticais.
3. Avaliar o grau de comprometimento da produção e compreensão de textos relacionados com dificuldades ligadas ao desconhecimento de regras gramaticais.
4. Contribuir com a formação teórico-prática de acadêmicos de Letras, visando prepará-los para a atuação docente.
5. Incentivar os futuros professores a ingressar desde logo no universo da pesquisa acadêmica.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANTÔNIO CARLOS BORGES PEREIRA201/08/201420/12/2014
BRUNA TEIXEIRA CORREA201/08/201420/12/2014
DIEGO DOMINGOS GOULART201/08/201420/12/2014
ELIANI LUDWIG201/08/201420/12/2014
FERNANDA PERES LOPES201/08/201420/12/2014
PRISCILA GONÇALVES RODRIGUES201/08/201420/12/2014
RAÍRA PEREIRA VELASQUES201/08/201420/12/2014
THAIS RAMM KNUTH201/08/201420/12/2014

Página gerada em 25/02/2020 18:11:30 (consulta levou 0.078476s)