Nome do Projeto
Recurso solo e dinâmica dos processos hidrológicos e sedimentológicos das bacias hidrográficas do entorno da área urbana do município de Pelotas/RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/09/2013 - 10/09/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia
Resumo
As atividades humanas afetam todos os componentes do ambiente. Quando a exploração dos recursos naturais é feita sem planejamento ou ordenação observam-se prejuízos na perda da produtividade do solo, decréscimo na qualidade da água, perda da fauna e flora e assoreamento de rios e lagos entre outros. O estudo dos recursos naturais como solo, vegetação e hidrografia de uma determinada região é essencial para a manutenção dos níveis de qualidades ambientais desejados. O solo é um importante recurso natural que suporta a flora, fauna, atividades agropastoris, o armazenamento da água e as edificações do homem, sendo considerado um componente vital para os agroecossistemas. Sua degradação implica em riscos ambientais com impacto negativo para as comunidades rurais e repercussão no meio urbano. Os processos de erosão intensos, as inundações, os assoreamentos desenfreados dos lagos e barragens são conseqüência direta do mau uso deste recurso, existindo uma alta correlação entre a distribuição espacial das atividades humanas, o estado de conservação da cobertura vegetal numa bacia hidrográfica e o nível de degradação dos recursos hídricos. Assim, a degradação de bacias hidrográficas resulta em uma grande quantidade de sedimentos que são mobilizados e transportados em curto espaço de tempo. Na região de Pelotas, em função do relevo típico e da compartimentação geomorfológica, tem-se a ocorrência de fortes inundações, que vem se repetindo ao longo do tempo, com graves consequências na área urbana e rural, podendo-se citar as duas últimas, de maio de 2004, na bacia do Santa Bárbara, e de janeiro de 2009, na bacia do Moreira/Fragata. A identificação dos problemas através da análise multitemporal do uso das terras, juntamente com prognósticos de cenários, se mostra importante na determinação dos conflitos de uso dos recursos naturais, sendo muito utilizados no diagnóstico e monitoramento das condições ambientais das cidades em todo o mundo. As técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento são grandes aliadas no estudo temporal do uso das terras, permitindo uma abordagem dinâmica dos ecossistemas rurais e urbanos.

Objetivo Geral

- identificar, caracterizar e alocar em mapas com escalas adequadas as principais classes de solos das bacias hidrográficas que dirigem suas águas para a área urbana de Pelotas, quais sejam as Bacias Hidrográficas do Pelotas, Santa Bárbara e Moreira/Fragata.
- levantar e avaliar temporalmente o uso e a cobertura do solo nas áreas das bacias citadas.
- realizar a caracterização físico-hídrica dos solos com base nas classes de solos levantadas.
- avaliar o potencial de geração de sedimentos dos solos com base nas características do solo, relevo, uso e cobertura do solo, em função de diferentes cenários.
- utilizar os dados levantados em modelos hidrológicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CLAUDIA FERNANDA ALMEIDA TEIXEIRA GANDRA410/09/201310/09/2019
ELOY ANTONIO PAULETTO210/09/201310/09/2019
FIORAVANTE JAEKEL DOS SANTOS410/09/201310/09/2019
JANICE TAIS RATZMANN1201/08/201731/07/2018
MARIA CANDIDA MOITINHO NUNES410/09/201310/09/2019
PABLO MIGUEL810/09/201310/09/2019
RITA DE CASSIA FRAGA DAME410/09/201310/09/2019
SAMANTHA DOS SANTOS FARIAS409/12/201312/12/2014
VITOR EMANUEL QUEVEDO TAVARES410/09/201310/09/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 20.000,00

Página gerada em 11/12/2018 13:54:51 (consulta levou 0.079057s)