Nome do Projeto
Alterações no metabolismo secundário, nos componentes de produtividade e na qualidade fisiológica de sementes de arroz devido à aplicação de herbicidas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/10/2013 - 09/10/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia
Resumo
O arroz se destaca como uma das principais culturas do mundo, sendo fundamental para alimentação humana. Seu potencial produtivo é determinado, entre outros fatores, pelo manejo de plantas daninhas, o qual é realizado principalmente pelo controle químico. A utilização de herbicidas com mesmo mecanismo de ação, ao longo do tempo, acabou selecionando biótipos resistentes a diferentes herbicidas e, em função disso, produtores têm buscado herbicidas alternativos para sanar o problema. No entanto, estes herbicidas podem ser menos seletivos e causar fitotoxicidade a cultura, além de desencadear a produção de espécies reativas de oxigênio (EROs). As EROs mais comuns formadas através do estresse oxidativo são radical superóxido (O2*-), peróxido de hidrogênio (H2O2), radical hidroxila (*OH) e oxigênio singleto (1O2). A fim de eliminar as EROs as plantas desenvolveram dois mecanismos de defesa, um enzimáticos, o qual é ativado pelas enzimas superóxido dismutase (SOD), peroxidases (APX e GPX) e catalase (CAT), e outro não enzimáticos, do qual fazem parte os compostos fenólicos, clorofilas, carotenoides, ácido ascórbico, glutationa, proteínas e aminoácidos, como a prolina. Outra forma de manejar o estresse causado pelos herbicidas é através da adubação nitrogenada, podendo reduzir a fitotoxicidade das plantas e acelerar o processo de recuperação. O conhecimento das diferentes respostas morfofisiológicas de cultivares de arroz submetido à aplicação de herbicidas e sob diferentes épocas de adubação nitrogenada, possibilitará melhorar o manejo de plantas daninhas na cultura do arroz, visando menor fitotoxicidade a cultura.

Objetivo Geral

Avaliar o as alterações na fisiologia e no metabolismo secundário de duas cultivares de arroz, bem como ativação dos seus sistemas de defesa contra espécies reativas de oxigênio, além de verificar se há alguma interferência nos componentes de produtividade e na fisiologia se sementes.
Determinar se a adubação nitrogenada pode ser utilizada como forma de reduzir os danos causados a cultura.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CLAUDIA LANGARO210/10/201309/10/2015
JÉSSICA RODRIGUES GARCIA110/10/201309/10/2015

Página gerada em 17/12/2018 17:36:46 (consulta levou 0.085548s)