Nome do Projeto
Estudo reprodutivo retrospectivo e prospectivo e sua relação com o desenvolvimento gestacional e período neonatal em criatórios de equinos na região sul do Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/12/2013 - 01/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Resumo
Uma das causas mais comum de perda gestacional em gestações avançadas é a placentite. Uma maneira de prevenção dos danos da placentite é a avaliação periódica da placenta. Esta avaliação pode ser realizada tanto com ultra-sonografia trans-abdominal quanto trans-retal. Avalia-se a espessura do alantocorion, sendo que em quadros iniciais de placentite. A avaliação da gestação permite também através de parâmetros de biometria fetal, estimar idade fetal e previsão aproximada de parto em casos em que sejam desconhecidas as datas de serviço e/ou ovulação. O bem-estar fetal também pode ser avaliado através o exame retal, ultrassonografia trans-retal e transabdominal. Problemas relacionados à égua, localizados na placenta ou fora do trato reprodutivo, frequentemente resultam em potros com algum tipo de comprometimento. Todos os partos de éguas com riscos de distocia ou com alterações fetais devem ser cuidadosamente monitorados. Potros de alto risco são um potencial problema para os criadores, visto que além de gerarem muitos custos à criação, comprometem o futuro atlético dos animais acometidos. O objetivo do presente projeto é analisar os dados reprodutivos retrospectivos de criatórios da região sul do Rio Grande do Sul, além de avaliar a gestação através do uso da ultra-sonografia, estimando tempo gestacional, envoltórios fetais e bem-estar fetal.

Objetivo Geral

Gerais:
O objetivo deste projeto é organizar os dados reprodutivos retrospectivos e avaliação gestacional nas criações de cavalos das raças Puros Sangue Inglês e Crioula da região sul do Rio Grande do Sul, avaliando os pontos críticos da criação.

Específicos:
• Avaliar as medidas de biometria fetal e junção útero placenta (JUP);
• Relacionar os parâmetros fetais com a idade gestacional;
• Relacionar dados reprodutivos dos criatórios ao manejo e possíveis distúrbios encontrados, como alterações gestacionais relacionadas ao neonato.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALICE CORRÊA SANTOS201/12/201301/12/2015
ALINE EBELING VIANA201/12/201301/12/2015
BRUNO ALBUQUERQUE DE ALMEIDA201/12/201301/12/2015
CARINE DAHL CORCINI201/12/201301/12/2015
CARLOS EDUARDO WAYNE NOGUEIRA201/12/201301/12/2015
CRISTINA GEVEHR FERNANDES201/12/201301/12/2015
DÉBORA NICARETTA MATTEI201/12/201301/12/2015
FERNANDA CARLINI CUNHA DOS SANTOS201/12/201301/12/2015
FERNANDA MARIA PAZINATO201/12/201301/12/2015
FRIEDRICH FREY JUNIOR201/12/201301/12/2015
FRIEDRICH FREY JUNIOR201/12/201301/12/2015
ILUSCA SAMPAIO FINGER201/12/201301/12/2015
LETÍCIA DA SILVA SOUZA201/12/201301/12/2015
LORENA ALVARIZA AMARAL201/12/201301/12/2015
LORENA SOARES FEIJO201/12/201301/12/2015
LUAN DE ANDRADE KICKHOFEL201/12/201301/12/2015
LUCIANA DE ARAUJO BORBA201/12/201301/12/2015
RODRIGO STAUFFERT DOS SANTOS201/12/201301/12/2015
RÚBIA ALVES SCHMITH201/12/201301/12/2015
SILVIA REGINA LEAL LADEIRA201/12/201301/12/2015
VERONICA LA CRUZ BUENO201/12/201301/12/2015
VITÓRIA MÜLLER201/12/201301/12/2015

Página gerada em 12/11/2019 11:35:47 (consulta levou 0.070347s)