Nome do Projeto
Impacto de Eventos Severos na Agricultura no Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
28/10/2013 - 30/03/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Resumo
Considerando os prejuízos decorrentes da atuação de eventos severos (ES), torna-se importante o conhecimento da climatologia baseada nas suas diversas características, como forma de auxiliar as medidas de prevenção ou minimização dos danos. Neste sentido, o Estado do RS tem particular interesse no estudo da meteorologia, principalmente nos padrões locais da previsão meteorológica, já que grande parte de sua economia é voltada à produção agrícola, que é diretamente afetada por esses fenômenos. Assim com a análise dos ES que afetaram as zonas rurais do Estado no período de 2003 a 2012, que foram registrados junto a Defesa Civil do Estado, espera-se obter um melhor entendimento de quais ES são mais frequentes e quais regiões do estado sofrem maiores impactos sócio-econômicos que eventos deste tipo causam a agricultura. E, uma vez que a agricultura do estado sofre com prejuízos econômicos imensos devido à ocorrência de ES, pela analise e quantificação os efeitos dos ES, espera-se poder prevenir, ou ao menos diminuir, as quebras de safra no RS.

Objetivo Geral

Analisar a ocorrência e impactos de eventos severos que atingiram a agricultura do estado do Rio Grande do Sul, no período de 2003 a 2012.
Objetivos específicos:
I. Identificar os eventos severos que atingiram áreas rurais do Rio Grande do Sul, entre os anos de 2003 a 2012;
II. Determinar a distribuição sazonal e espacial destes eventos a fim de identificar quais culturas teriam seu ciclo mais afetado;
III. Caracterizar qual o tipo de evento gera danos mais frequentes;
IV. Identificar padrões atmosféricos que caracterizam o evento mais frequente.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CLAUDIA REJANE JACONDINO DE CAMPOS128/10/201330/03/2015
DEJANIRA FERREIRA BRAZ2028/10/201330/03/2015

Página gerada em 11/12/2018 05:04:23 (consulta levou 0.091637s)