Nome do Projeto
Temperamento, comportamento ao parto e desempenho de bovinos de corte de diferentes genótipos
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
27/11/2013 - 27/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia
Resumo
O melhoramento animal é a atividade envolvida no processo contínuo de criação, seleção e reprodução dos animais domésticos, com o objetivo básico de alterar as características dos animais produzidos na geração seguinte, na direção desejada pelo homem (Barbosa, 1997). Do ponto de vista econômico, na bovinocultura de corte, a eficiência reprodutiva é a característica mais importante, seguida das características de crescimento e, por último, das características de carcaça (Willham, 1971). Portanto, características como ganho de peso, velocidade de crescimento e relacionadas à reprodução aparecem com maior frequência nos catálogos de reprodutores, visando melhorar estas características na progênie. Neste contexto, outra característica de importância econômica que pode influenciar as supracitadas é o temperamento, uma vez que o manejo com animais nervosos (agitados, com medo, agressivos) frequentemente implica em maiores custos, em função de maior tempo necessário durante as rotinas de manejo, necessidade de maior número de trabalhadores, necessidade de melhor infraestrutura e manutenção da mesma, além de prejuízos diretos no ganho de peso, rendimento de carcaça e qualidade de carne devido a contusões e estresse no manejo pré-abate (CERVONI, 2006). Deste modo, a seleção de animais de temperamento dócil é desejada, e deve ser incluída como critério de descarte e seleção de reprodutores. Outra característica importante que pode viabilizar a produção de terneiros com desenvolvimento satisfatório ao desmame é o comportamento ao parto. Cromberg et al (1997) consideram que as relações materno-filiais que se estabelecem logo após o parto são fundamentais para o desenvolvimento inicial do terneiro. Após este momento, outros fatores passam a ser importantes, como a produção de leite da vaca. Neste contexto diversos autores relacionam a produção leiteira da vaca de corte com o desenvolvimento do terneiro (Neville, 1962; Melton et al., 1967; Rutledge et al., 1971; Boggs et al., 1980; Bartle et al., 1984; Alencar et al., 1985; Alencar et al., 1996; Franzo et al., 1997; Buchanan & Stutts, 2001).

Objetivo Geral

Avaliar os efeitos do genótipo sobre características produtivas, de temperamento e comportamento ao parto de bovinos de corte criados em condições extensivas.
# Avaliar o temperamento de vacas de corte de diferentes genótipos.

# Avaliar as relações materno-filiais através do comportamento ao parto de vacas e terneiros de corte de diferentes genótipos e ordens de parição.

# Avaliar a produção de leite das vacas que forem avaliadas quanto ao comportamento ao parto.

# Avaliar a eficiência individual das vacas, calculada pela razão entre o peso ao desmame do terneiro e o peso da vaca no momento do desmame.

# Avaliar o desempenho dos terneiros, no que se refere a velocidade de ganho de peso e peso final ao desmame.

# Correlacionar as medidas de desempenho dos terneiros com as mensurações de temperamento, comportamento ao parto e produção de leite das vacas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
LEONARDO DE MELO MENEZES2027/11/201325/11/2015
PEDRO FARACO RODRIGUES527/11/201325/11/2015
RODRIGO CARNEIRO DE CAMPOS DE AZAMBUJA527/11/201325/11/2015

Página gerada em 19/12/2018 11:50:49 (consulta levou 0.086069s)