Nome do Projeto
GEOLOGIA E RECURSOS MINERAIS DO COMPLEXO GABRÓICO DO DOMÍNIO CANINDÉ, FAIXA SERGIPANA, SE.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/03/2014 - 31/08/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Resumo
A Faixa Sergipana, um cinturão de rochas dobradas que ocorre na porção sul da Província Borborema, foi formada pela colisão do Bloco Pernambuco-Alagoas (PEAL) com o Cráton São Francisco, durante a orogênese Brasiliana-Pan-Africana. A região é composta por domínios lito-estruturais, dentre os quais se destaca o Domínio Canindé, objeto deste estudo. O Domínio Canindé é constituído por rochas metavulcânicas e metavulcanossedimentares, intrudidas por um complexo gabróico e granitos diversos. O complexo gabróico é composto por rochas máficas-ultramáficas como gabros, gabronoritos, noritos, anortositos, troctolitos e peridotitos de modo maciço e acamadado. O principal objetivo deste trabalho envolve a cartografia e caracterização geoquímica do complexo gabróico através de mapeamento de campo, amostragem, análises petrográficas, litogeoquímicas e metalogenéticas. Os dados permitirão avançar no conhecimento sobre a evolução geológica regional, bem como sobre sua potencialidade econômica, visto que intrusões acamadadas são reconhecidas como hospedeiras de importantes depósitos de minérios metálicos como cobre, níquel e elementos do grupo da platina. Este potencial econômico é apoiado por exemplos de jazidas mundiais de contexto geológico similar ao “Complexo Canindé”, como Skaergaard (Groelândia - Toleiítico) e Pechenga (Rússia - contaminação crustal), além de depósitos nacionais como de Porto Nacional, na Província Tocantins e dos depósitos na Província Borborema de Barro Vermelho em Pajeú-Paraíba, e o depósito Serrote da Laje em Alagoas, próximo a área de estudo do projeto.

Objetivo Geral

Dotar a área de uma cartografia atualizada, utilizando geotecnologias, com a escala proposta (1:100.000 em áreas-chave do Domínio Canindé e 1:25.000 em áreas alvo do complexo gabróico Canindé), caracterizando as unidades cartografadas;
 melhor entendimento da evolução geológica com a caracterização litogeoquímica especialmente do complexo intrusivo máfico-ultramáfico Canindé;
 Caracterização dos recursos minerais e contribuição do potencial metalogenético do complexo gabróico Canindé.
Outro ponto importante é o desenvolvimento do aprendizado de estudantes na área de pesquisa científica e prática do curso de Engenharia Geológica da UFPEL.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 17/12/2018 17:29:34 (consulta levou 0.082654s)