Nome do Projeto
Prevalência de Sarcopenia em Idosos Não-Institucionalizados de uma Cidade Brasileira de Médio Porte
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
30/03/2014 - 28/02/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Resumo
Em 1989, Irwin Rosenberg, pesquisador norte-americano, sugeriu o termo “sarcopenia” para denominar o processo da perda de massa magra relacionado à idade1. Desde então, muito se discute sobre qual seria sua definição mais adequada. Com o tempo, constatou-se que a quantidade de músculo e sua funcionalidade não mantêm uma relação necessariamente linear, e, portanto, não apenas a perda de musculatura por si só, mas também prejuízos em sua funcionalidade (como força e performance física) também deveriam fazer parte da sua definição. A definição mais aceita atualmente foi proposta pelo European Working Group on Sarcopenia in Older People (EWGSOP) em 2010: trata-se de uma síndrome caracterizada pela perda progressiva e generalizada de massa muscular esquelética e de força. Outra controvérsia envolvendo a sarcopenia é sua prevalência na população idosa: justamente por falta de unanimidade em sua definição, e, consequentemente, em seus critérios diagnósticos, até 2010, seus valores em diferentes populações estudadas variavam de 2 a 60%. Após a proposta de critérios diagnósticos bem-estabelecidos pelo EWGSOP, estudos epidemiológicos que utilizam esses parâmetros para medir a prevalência de sarcopenia em diferentes populações têm encontrado valores entre 5 e 33 %, na faixa etária a partir da sétima década de vida. Porém, ainda são poucos, e observa-se na literatura revisada uma deficiência de estudos populacionais que utilizem esses novos critérios propostos. O trabalho de inquérito populacional aqui proposto consiste na obtenção de dados sobre a prevalência de sarcopenia na população idosa residente na zona urbana de Pelotas, cidade do sul do Brasil. Para tal, empregaremos os critérios utilizados pelo EWGSOP, em sintonia com a nova tendência dos estudos mundiais sobre o tema. De nosso conhecimento, esse será o primeiro estudo transversal de base populacional a ser aplicado na América do Sul estimando a prevalência de sarcopenia. Dados de diferentes grupos étnicos ao redor do mundo são muito importantes, pois é sugerido que os valores de referência utilizados para definir “perda” de massa muscular sejam definidos a partir da parcela jovem da população que está sendo estudada. Ou seja: cada população tem seu controle específico, e características próprias. Os dados obtidos podem ser valiosos para contribuir para o maior entendimento global do tema, além da aplicação específica em políticas de saúde pública para a nossa própria população.

Objetivo Geral

Objetivo geral

Estudar a ocorrência de sarcopenia na população idosa residente na zona urbana de Pelotas/RS.


Objetivos específicos

Estimar a prevalência de sarcopenia na população estudada;
Verificar a prevalência de sarcopenia em relação às seguintes variáveis: sexo, idade, cor da pele, escolaridade, estado civil, status socioeconômico, tabagismo, uso de álcool, doenças cardiovasculares, diabetes, risco nutricional e atividade física.
Definir valores de referência para um índice de massa muscular e de massa apendicular relativa baseada na população adulta jovem (aproximadamente 30 anos de idade) da cidade, tendo como fonte dados já coletados da Coorte de nascidos vivos em Pelotas de 1982.
Definir valores de referência para força manual a serem aplicados como pontos de corte na avaliação de dinamometria manual do estudo, baseado na população adulta jovem (aproximadamente 30 anos de idade) da cidade, tendo como fonte dados já coletados da Coorte de nascidos vivos em Pelotas de 1982.
Desenvolver, através de um subestudo, uma equação de predição de massa muscular a partir de variáveis passíveis de obtenção em estudos epidemiológicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
THIAGO GONZALEZ BARBOSA E SILVA230/03/201428/02/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 75.000,00
Recursos própriosR$ 7.000,00

Página gerada em 14/12/2018 13:08:09 (consulta levou 0.090803s)