Nome do Projeto
Sintomas de asma em trabalhadores da fumicultura do Sul do Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
06/04/2014 - 28/02/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Resumo
O tabagismo é um fator de risco importante no desenvolvimento da asma e de outras doenças pulmonares, inclusive câncer de pulmão, e merece atenção especial no meio rural. Atualmente, a população moradora da área rural tem apresentado prevalências de tabagismo muito superiores às da área urbana e com enorme discrepância entre os sexos, pois homens fumam mais do que mulheres. Ademais, estudo chinês evidenciou que fumicultores apresentam um risco 3,2 (IC95% 2,8-3,6) vezes maior de tabagismo do que trabalhadores de outras atividades agrícolas33. Apesar das elevadas proporções de tabagismo no meio rural, não existem estudos populacionais sobre tabagismo na área rural e entre trabalhadores rurais no Brasil. A fumicultura é uma atividade economicamente importante para o Brasil, está concentrada na agricultura familiar e, principalmente na região sul e nordeste. O processo de trabalho na fumicultura coloca o trabalhador em contato com produtos químicos específicos desta cultura, com a poeira da folha do fumo seca e com a folha do tabaco verde. Os efeitos dessas exposições sobre a saúde do fumicultor ainda são pouco conhecidos. Além do reduzido número de estudos em área rural, sobre prevalência de asma e fatores associados e sobre prevalência de tabagismo, os estudos existentes apresentam limitações metodológicas como grandes perdas, ampla variabilidade de métodos diagnósticos e poucos são representativos, aspectos que dificultam a avaliação da consistência dos achados. Logo, o presente estudo foi realizado em uma amostra representativa de trabalhadores do fumo e objetiva descrever a prevalência de tabagismo e a prevalência de asma entre trabalhadores da fumicultura e os fatores associados à asma em trabalhadores rurais.

Objetivo Geral

Objetivo Geral
- Determinar a prevalência e os fatores associados à asma em trabalhadores da
fumicultura num município do Sul do Brasil.
Determinar a prevalência de tabagismo entre trabalhadores da fumicultura num
município do Sul do Brasil.

Objetivos Específicos
Asma:
- Determinar a prevalência de asma entre fumicultores conforme os critérios:
relato de chiado no último ano, relato de diagnóstico médico de asma, relato de asma na
vida e relato de crise de asma no último ano;
- Verificar a associação de chiado no último ano com:
- Características demográficas: sexo e idade;
-Características socioeconômicas: escolaridade e quantidade de fumo
produzida no ano anterior.
- História familiar de asma: familiares com asma;
- Características comportamentais: tabagismo e alcoolismo;
- Atividades:fazer camalhões, trabalhar na semeadura, transplantar o
fumo, fazer o desbrote, colher o fumo, passar varas carregadas com folhas de fumo,
controlar a temperatura da estufa, classificar o fumo, fazer manocas, enfardar as folhas
de fumo e dirigir tratatores, carros e caminhões;
- Jornada de trabalho agrícola e doméstico nos períodos da safra e fora da
safra;
- Cargas de trabalho: entrar na estufa quente, trabalhar exposto à
fumaça, trabalhar exposto à poeira de agrotóxicos e gases tóxicos, trabalhar
exposto a poeiras orgânicas e inorgânicas, contato com produtos químicos (querosene,
thinner, tintas, diesel, gasolina, desinfetantes químicos, outros), contato com
agrotóxicos na vida e no último ano, anos de exposição aos agrotóxicos na vida, número de dias por mês de trabalho com agrotóxicos, contato com agrotóxicos ao preparar a
calda, limpar equipamentos usados na aplicação, ao entrar na lavoura após a aplicação,
ao matar formigas, pela roupa molhada de agrotóxico, com folhas com restos de
agrotóxicos, usar máscara durante a aplicaçãoe intoxicação por agrotóxicos na vida.
- Co-Morbidades: transtornos psiquiátricos menores e sintomas da
doença do tabaco verde na vida e no último ano.
Tabagismo
- Determinar a prevalência de tabagisimo entre fumicultores conforme variáveis
demográficas (sexo e idade), socioeconômicas (escolaridade e quantidade de fumo
produzida no ano anterior) e comportamentais (alcoolismo)

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
NADIA SPADA FIORI206/04/201428/02/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 149.910,00

Página gerada em 08/12/2019 03:55:25 (consulta levou 0.087062s)