Nome do Projeto
A RESILIÊNCIA COMO ESTRATÉGIA DE ENFRENTAMENTO PARA O SOBREVIVENTEAO CÂNCER
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
07/07/2014 - 07/07/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-Cirúrgica
Resumo
Resumo: Segundo MacCubbin, Thompson e MacCubbin (1996) resiliência é o processo de adaptação aos eventos estressores que ultrapassa ao simples ajustamento, envolve a mudança de crenças e de visão de mundo aliada aos recursos internos com a família e aos externos com a comunidade com influencia espiritual. Objetivo geral: Compreender a construção da resiliência como estratégia de enfrentamento para o sobrevivente ao câncer por meio da análise etnográfica interpretativa. Metodologia: Esta pesquisa terá abordagem qualitativa com aspectos quantitativos. Os aspectos quantitativos do referido estudo serão pela aplicação da Escala de Resiliência, versão adaptada para o português da Escala de Resiliência de Wagnild e Young, (1993) por Pesce et al (2005), a pacientes oncológicos atendidos nos ambulatórios de oncologia (quimioterapia e radioterapia) do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas que se encontram em seguimento de avaliação médica após seis meses do término dos tratamentos. Após classificados os pacientes resilientes, a estes será realizada a abordagem qualitativa com a aplicação de entrevista semi-estruturada e, também a construção do genograma e do ecomapa para contextualização dos informantes. Seguindo os princípios éticos e a Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde será apresentado os objetivos do estudo aos participantes, assegurado-lhes o anonimato e o livre acesso aos dados e aos resultados da pesquisa. Justificativa: A proposta de realizar este estudo tem origem na preocupação com a promoção da saúde na condição de ser um sobrevivente ao câncer, e em que medida, ser resiliente qualifica esta saúde e como este construto pode ser apreendido por outras pessoas nas mesmas condições de doença. Desse modo, o presente estudo é relevante e justifica-se a medida que consideramos imprescindível conhecer os atributos pessoais que qualificam as pessoas para ser resilientes e contribuem na sobrevivencia ao câncer por meio de mecanismos de proteção e o ajuste a nova vida. Resultados esperados: Estudar a resiliência do sobrevivente oncológico possibilitará uma prática de intervenção com foco no desenvolvimento de atributos individuais no cuidado a saúde uma vez entendemos que o enfrentamento positivo das adversidades pode ser apreendido.

Objetivo Geral

Objetivo Geral
Compreender a construção da resiliência como estratégia de enfrentamento para o sobrevivente ao câncer por meio da análise etnográfica interpretativa.
Objetivos Específicos
Conhecer o contexto do adoecer e sobreviver ao câncer;
Identificar os sobreviventes ao câncer que possuem a característica de ser resiliente;
Apreender os fatores de promoção de resiliência dos sobreviventes ao câncer;
Propiciar subsídios para a construção de estratégias de intervenção na promoção do enfrentamento as adversidades individuais do sobrevivente ao câncer.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DÉBORA EDUARDA DUARTE DO AMARAL1201/09/201207/07/2014
JANAÍNA BAPTISTA MACHADO1201/08/201431/07/2015
WANESSA PASOLIUS WEXEL1201/08/201207/07/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 0,00

Página gerada em 19/10/2019 16:59:00 (consulta levou 0.075148s)