Nome do Projeto
Alvin Plantinga e a ideia de ‘Epistemologia Reformada’
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
26/05/2014 - 26/05/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Filosofia - Epistemologia
Resumo
Em seu seminal “Where the conflict really lies” , Alvin Plantinga logra desferir um ataque duro ao naturalismo, sendo esse compreendido, aqui, como a tese segundo a qual tudo o que há resulta de um processo evolutivo cego. A tese central do livro, a qual reaparece em alguns momentos da obra, é expressa inicialmente por Plantinga da seguinte forma: “There is superficial conflict but deep concord between science and theistic religion, but superficial concord and deep conflict between science and naturalism” . Nesse sentido, Plantinga inicia seu estudo demonstrando em que sentido o naturalismo falha como worldview. O naturalismo seria, segundo a descrição de Plantinga, uma espécie de religião negativa: ele responderia negativamente àquelas questões que a religião teística responde positivamente. Na verdade, o naturalismo apresenta uma série de aspectos típicos das religiões. A diferença reside em que ele é o inverso da religião, ou, ainda, o seu, por assim dizer, “negativo”. Daí Plantinga denominá-lo apropriadamente de “quasi-religion” . Essa visão acerca do naturalismo estaria presente em autores tais quais Richard Dawkins e Daniel Dennett . No entanto, ela não estaria presente em Thomas Nagel, cujo ateísmo seria não naturalista. Afinal, é possível ser ateu e não ser naturalista. O inverso, contudo, não é possível. O naturalismo, tal como adotado pelos autores acima citados, leva, inquestionavelmente, ao ateísmo. Nesse sentido, o naturalismo é mais radical do que o ateísmo mesmo. Isso fica evidente na mais recente obra de Thomas Nagel, Mind and Cosmos , na qual ele, um ateu declarado, rejeita veementemente o naturalismo, afirmando sua desconfiança acerca do materialismo naturalista. Nesse sentido, o ponto é que não haveria, Segundo Plantinga, conflito entre evolução e fé teística: o conflito jaz entre “theistic religion and a philosophical gloss or add-on to the scientific doctrine of evolution: the claim that evolution is undirected, unguided, unorchestrated by God (or anyone else)” . E aqui temos o locus de onde o conflito realmente repousa: ele repousa em uma ideia de evolucionismo (tornada popular e, dir-se-ia, “moda”, desde Dawkins) que nem encontra fundamento em Darwin, nem se sustenta cientificamente (tampouco filosoficamente). Daí o conflito entre fé cristã e ciência ser superficial.

Objetivo Geral

- Apresentar a ideia, os fundamentos e as implicações de uma ‘epistemologia reformada’;
- Esclarecer o debate entre naturalistas e não-naturalistas;
- Expor a ideia de evolução, especialmente a partir de uma leitura circunstanciada de Where the conflict really lies, de Alvin Plantinga;
- Explicitar a ideia de Warranted Christian Belief, de acordo com Plantinga;
- Abordar a ideia de Proper Function e de ‘epistemologia reformada’ no contexto da epistemologia de Alvin Plantinga.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EMERSON MARTINS SOARES1201/03/201531/07/2015
HUMBERTO MACHADO DO AMARAL1201/08/201428/02/2015

Página gerada em 27/09/2020 11:09:17 (consulta levou 0.103412s)