Nome do Projeto
AVALIAÇÃO DO IMPACTO DA IVERMECTINA SOBRE A Eisenia foetida E A ATIVIDA MICROBIANA DURANTE O PROCESSO DE VERMICOMPOSTAGEM DE ESTERCO BOVINO.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
05/05/2014 - 30/12/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia
Resumo
Nos últimos anos, há uma tendência acentuada para a utilização de novas tecnologias, baseadas principalmente em processos biológicos, na reciclagem e utilização eficiente dos resíduos orgânicos. Com isso, é possível conservar os recursos disponíveis e recuperar os produtos naturais e, em alguns casos, combater os problemas de disposição e minimizar os efeitos da poluição. Embora diferentes resíduos oriundos da agricultura,de fontes urbanas e industriais possam ser utilizados na vermicompostagem, no Brasil, o principal material orgânico usado como matéria prima para a criação de minhocas e produção de húmus é o esterco bovino. Entretanto, há um inconveniente com este tipo de substrato, pois vários resíduos de medicamentos veterinários são eliminados nas fezes de animais tratados e desta forma, podem promover efeitos adversos no desenvolvimento e na sobrevivência de organismos associados aos estercos, podendo resultar em uma reduzida taxa de degradação. A ivermectina é um antiparasitário pertencente à classe das avermectinas, incluída no grupo químico dos endectocidas macrocíclicos e amplamente utilizada em todo o mundo, principalmente devido ao fato de ter demonstrado alta eficácia contra os principais ectoparasitos e nematóides, apresentando um longo período residual de proteção e largo espectro de ação. A ivermectina tem sido considerada como potencialmente persistente no meio ambiente, principalmente em fezes bovinas, apresentando baixa dissipação e elevada persistência. A capacidade da Eisenia foetida em responder a agentes químicos levou à sua utilização na padronização de vários testes, com resultados muito promissores. Desta forma, diversos ensaios toxicológicos foram desenvolvidos com o propósito de avaliar o efeito de substâncias químicas sobre minhocas desta espécie. Como a mortalidade não é obviamente o único parâmetro a ser considerado em um estudo toxicológico há então, um interesse crescente no desenvolvimento de biomarcadores subletais nas mais diversas espécies. Face ao exposto, o presente estudo visa avaliar o efeito de uma lactona macrocíclica, a ivermectina, sobre os aspectos relacionados com a atividade microbiana e com a sobrevivência e capacidade metabólica da Eisenia foetida durante o processo da vermicompostagem de esterco bovino.

Objetivo Geral

Objetivo Geral:
Avaliar o efeito de uma lactona macrocíclica, a ivermectina, sobre os aspectos relacionados com a atividade microbiana e com a sobrevivência e capacidade metabólica da Eisenia foetida durante o processo da vermicompostagem de esterco bovino.
Objetivos Específicos:
- Analisar o efeito de diferentes concentrações de ivermectina sobre a mortalidade, desenvolvimento e capacidade reprodutiva de Eisenia foetida em esterco bovino.

- Verificar a resposta metabólica, por intermédio de ensaios enzimáticos e de estresse oxidativo em Eisenia foetida exposta a diferentes concentrações de ivermectina em esterco bovino.

- Acompanhar as condições da atividade microbiana, conforme os aspectos relacionados com a biomassa, evolução de CO2 e atividades enzimáticas durante o processo de vermicompostagem de esterco bovino contaminado experimentalmente com ivermectina.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
INARAÃ DIAS DA LUZ2005/05/201430/12/2016
Mariana Teixeira da Silva401/09/201530/12/2016
RYAN NOREMBERG SCHUBERT404/08/201430/12/2016

Página gerada em 29/07/2021 09:11:24 (consulta levou 0.045141s)