Nome do Projeto
CRUSTÁCEOS MALACOSTRACA DO PERMOCARBONÍFERO DAS BACIAS DO PARANÁ E KAROO - POSIÇÃO BIOCRONOESTRATIGRÁFICA, PALEOBIOGEOGRÁFICA E A PALEOECOLOGIA
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
04/08/2014 - 04/08/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Paleontologia Estratigráfica
Resumo
Os fósseis de crustáceos são encontrados em todo o mundo e preservados particularmente em rochas sedimentares calcárias, folhelhos argilosos e pirobetuminosos. Este projeto tem por proposta analisar os sedimentos gondwânicos da Bacia do Paraná onde são registrados crustáceos da Ordem Pygocephalomorpha. Os crustáceos desta ordem ocorrem associados, em alguns afloramentos das bacias gondwânicas, com Mesossauros, fragmentos de vegetais, asas de insetos e peixes. Estes crustáceos possuem uma posição sistemática controvertida, como se verifica ao relacioná-los para os diferentes afloramentos em que os sedimentos do Permocarbonífero são correlacionáveis. A determinação de espécies tipo localizadas nos diversos afloramentos e em estratos do Permocarbonífero, das bacias gondwânicas em estudo, permite a correlação biocronoestratigráfica, bem como a distribuição paleogeográfica e a interpretação paleoecológica dos ambientes deposicionais. Análises geoquímicas são atividades metodológicas que auxiliarão a leitura paleoecológica. Ressalta-se a importância paleontológica e estratigráfica deste estudo da ordem Pygocephalomorpha, registrada ao longo da Bacia do Paraná, bem como em Bacias correlatas no Gondwana, encontrados em litologias diferenciadas e em posições estratigráficas variadas. A determinação taxonômica da existência de espécies distintas nestes depósitos pode vir a ser um dos fatores de delimitação de biozonas nas litologias do Permocarbonífero, o que possibilitará o incremento do conhecimento sobre a evolução destas bacias neste tempo geológico. Reside aí a necessidade de poder dispor do auxílio fornecido por este projeto, voltado ao conhecimento sobre as bacias paleozóicas gondwânicas, temporalmente correlatas a Bacia do Paraná, através do estudo da carcinofauna de Malacostraca, que permitirá avaliar as variações verticais na distribuição dos organismos, o contexto deposicional e as conclusões de caráter biocronoestratigráfico, paleobiogeográfico, paleoecológico e evolutivo.

Objetivo Geral

OBJETIVOS E METAS A SEREM ALCANÇADOS

Este projeto tem como objetivo principal:

- Caracterizar os crustáceos Malacostraca dos estratos do Permocarbonífero da Bacia do Paraná no sul do Brasil e determinar sua distribuição e correlação com os registros no Uruguai e da bacia paleozoica correlata do Karoo na África do Sul.

As estratégias para a obtenção do objetivo principal incluem:

- Caracterizar a Paleocarcinofauna de Malacostraca registrada para o Permocarbonífero no Gondwana;
- Avaliar o potencial de diversidade dos Malacostraca nas bacias gondwânicas correlatas e seu valor biocronológico;
- Comparação dos registros descritos para depósitos sedimentares do Brasil, Uruguai e África do Sul;
- Analisar e estabelecer os fatores paleoecológicos e a distribuição paleobiogeográfica, bem como dos processos tafonômicos que garantiram sua preservação na Bacia do Paraná.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA KARINA SCOMAZZON502/03/201504/08/2016
CAMILE URBAN504/08/201404/08/2016
CECILE CHRISTINE VAN DER KALLEN1004/08/201404/05/2016
GIOVANI MATTE CIOCCARI504/08/201404/08/2016
MARIANA DA SILVA PINTO1004/08/201404/08/2016
PAULA GIOVANA PAZINATO1004/08/201404/08/2016

Página gerada em 24/09/2019 06:06:47 (consulta levou 0.069506s)