Nome do Projeto
A Cobertura Jornalistica de Artes Visuais na Revista Bravo
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/09/2014 - 05/09/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Jornalismo e Editoração
Resumo
Esta pesquisa, voltada para o estudo do jornalismo cultural e das teorias semióticas, terá como objeto a cobertura de artes visuais da revista Bravo!, publicada pela editora Abril entre janeiro de 2012 e agosto de 2013.

Objetivo Geral

Esta pesquisa tem por objetivo compreender a lógica de produção sobre textos jornalísticos sobre artes visuais a partir da análise semiótica de uma série de edições de uma publicação consagrada nacionalmente na área de jornalismo cultural, a revista Bravo! Serão estudadas as edições de janeiro de 2012 até agosto de 2013, quando a publicação deixou de ser produzida pela editora Abril. Nas análises pretende-se observar questões relativas à elaboração textual de textos de revistas, pautas, utilização das fontes de informação, aspectos semióticos levados em conta na pauta e na redação dos textos, elaboração gráfica das matérias, utilização de imagens e fotografias, etc. Conforme texto publicado em um blog da editora Abril, pelo editor-sênior Armando Antenore, no dia 1º de agosto de 2013, a revista Bravo! deixou de circular na mesma data em todas as plataformas. O jornalista registrou que a publicação estava às vésperas de completar 16 anos, sendo publicada pela primeira vez em outubro de 1997 pela editora D’Ávila, migrando para o grupo Abril em janeiro de 2004.
Na edição de aniversário de 15 anos da revista, em outubro de 2012, o editor Aramando Antenore registrou que a proposta editorial original propunha aproximar o cidadão da cultura. Dessa forma, um paradigma crítico utilizado ao longo da pesquisa será a análise de como se estabelece-se esse processo de mediação entre a revista e o seu público leitor. O estudo será útil para a compreensão de questões relativas à prática do jornalismo cultural e o uso de teorias semióticas para o estudo de aspectos produtivos e conceituais do jornalismo. Serão trabalhadas ao longo dos estudos também as teorias do jornalismo, ao lado da teoria semiótica de Charles Sanders Peirce a a semiótica da cultura (Iuri Lotman).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ARIEL JOSUÉ PEDONE DE SOUZA412/03/201505/09/2015
FABIO DINIZ ANTUNES DE ÁVILA412/03/201505/09/2015
ISABELLE DOMINGUES DOS SANTOS412/03/201505/09/2015
MANOELA BOHLMANN DUARTE412/03/201505/09/2015

Página gerada em 08/08/2020 03:23:41 (consulta levou 0.301969s)