Nome do Projeto
Identificação e Análise Funcional de Determinantes Genéticos da Adaptação Climática em Videira
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/11/2014 - 03/11/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Botânica - Anatomia Vegetal
Resumo
A produção de uvas é a atividade agrícola frutífera que ocupa maior extensão de área no mundo, se estendendo por aproximadamente oito milhões de hectares, distribuídos pelos cinco continentes (FAOSTAT, 2010). No Brasil, a distribuição das áreas produtoras de uva também é ampla, estendendo-se pelas Regiões Sul, Sudeste e Nordeste em pólos vitícolas com grandes diferenças climáticas. O estabelecimento bem-sucedido das plantas superiores em condições climáticas diversas é resultado de processos adaptativos desenvolvidos ao longo da evolução. As respostas adaptativas constituem um conjunto de processos de percepção e interpretação das condições ambientais e sua integração aos mecanismos endógenos que controlam o desenvolvimento, permitindo que as plantas exibam plasticidade fenotípica suficiente para adequar seus padrões de crescimento e desenvolvimento a uma dada condição ambiental. A natureza dinâmica do meio externo faz com que inúmeros fatores biológicos estejam envolvidos, de forma transiente ou estável, na adequação fenotípica às condições variáveis do ambiente. A adaptação é decorrente do favorecimento da ocorrência determinados fenótipos em certos locais pela ação da seleção natural, assim genótipos originários de ambientes distintos frequentemente exibem conjuntos alélicos distintos. A identificação dos genes responsáveis pela variação fenotípica tem implicações práticas significativas, pois fornece ferramentas para se conseguir aumentos em produtividade e qualidade das plantas no contexto agronômico. A presente proposta visa identificar e caracterizar funcionalmente os determinantes genéticos da adaptação climática em videira, empregando abordagens integrativas de biologia de sistemas, constituídas de análise transcricional em larga escala em materiais genéticos adaptados a condições climáticas distintas (Vitis tiliifolia - tropical, Vitis riparia - resistente ao frio e V. vinifera cv. Weisser Riesling - comercial), perfil metabólico de carboidratos não-estruturais, análise morfológica de pontos de crescimento dos materiais por microscopia eletrônica e determinação da função biológica por análise de mutantes ganho- e perda-de-função em sistemas heterólogos e na própria videira. Os resultados da execução da proposta permitirão a integração de ferramentas pós-genômicas ao programa de melhoramento genético, acelerando a geração de materiais com características adequadas às condições locais.

Objetivo Geral

A presente proposta tem como objetivo a identificação e análise funcional dos determinantes genéticos da adaptação climática em videira, empregando uma abordagem integrativa de biologia de sistemas, constituída de análises transcricionais de larga-escala em materiais do Banco Ativo de Germoplasma de Videira (BAG Uva) exibindo características tropicais (Vitis tiliifolia), resistência a baixas temperaturas (Vitis riparia) e importância comercial, mas baixa adaptação às condições nacionais de cultivo (V. vinifera cv. Weisser Riesling), análise do perfil metabólico de carboidratos não-estruturais por cromatografia de troca iônica de alto desempenho com detecção amperométrica (high performance anion exchange chromatography with pulsed amperomet¬ric detection - HPAEC PAD), investigação da morfologia de regiões meristemáticas por microscopia eletrônicaAnálise da morfologia de regiões meristemáticas de materiais de videira, análise de expressão traducional por fusões gênicas e determinação da função biológica em mutantes ganho- e perda-de-função em sistema heterólogo (Arabidopsis thaliana ou Solanum lycopersicum cv. MicroTom) e em videira.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 09/08/2020 17:40:19 (consulta levou 0.095947s)