Nome do Projeto
Estudo de Coorte: Aspectos socioambientais e parasitológicos de catadores de material reciclável de Cooperativas do Município de Pelotas-RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
11/11/2014 - 12/12/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Medicina - Doenças Infecciosas e Parasitárias
Resumo
Os catadores de materiais recicláveis são responsáveis por grande parte de todo o material que as indústrias de reciclagem operam no Brasil. Ao mexerem nos resíduos em busca daquilo que possa ser comercializado ou até servir de alimento, esses trabalhadores estão expostos a todos os tipos de risco de contaminação presentes nos resíduos, além dos riscos a sua integridade física por acidentes causados pelo manuseio dos mesmos. Uma das inúmeras doenças que essa parte da população está propensa a adquirir são as parasitoses intestinais, que constituem um importante problema de ordem social e sanitária. O objetivo desse trabalho é verificar a presença de parasitoses intestinais em catadores de materiais recicláveis que trabalham em cooperativas no Município de Pelotas, no Estado do Rio Grande do Sul, afim de que seja possível traçar um perfil sobre esses trabalhadores, além da avaliação socioeconômica e ambiental em que essas pessoas estão inseridas. Durante a implementação da pesquisa, serão atendidas as exigências das Diretrizes e Normas da Pesquisa em Seres Humanos - apresentadas na Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde (CNS), acerca das questões éticas da pesquisa, envolvendo seres humanos. Ao total, Pelotas possui 6 associações de catadores de material reciclável, sendo que essas, estão distribuídas nos bairros e vilas da cidade. Em cada associação trabalham no máximo 20 cooperados, totalizando 120 pessoas. A pesquisa de campo será realizada nesse grupo, onde serão coletadas 3 amostras de fezes de todos os associados que trabalham nesses locais e que se disponham, voluntariamente, a participar da pesquisa. Essas amostras serão coletadas para a verificação da presença de parasitos intestinais e serão utilizadas duas técnicas de centrifugação (Faust e Ritchie) para posterior análise em microscópio óptico. Os dados obtidos serão analisados estatisticamente através do programa Epi Info (versão 3.5.4) e posteriormente discutidos. Os resultados serão entregues aos trabalhadores das associações, e para os casos positivos, será disponibilizado um encaminhamento feito a um médico do posto de saúde mais próximo da associação, para que esse trabalhador seja tratado adequadamente. Será entregue um folder explicativo sobre como evitar os riscos de contração das parasitoses.

Objetivo Geral

Acompanhar com auxílio de um Estudo de Coorte, a presença de parasitoses intestinais em catadores de materiais recicláveis que trabalham em cooperativas no Município de Pelotas, no Estado do Rio Grande do Sul, afim de que seja possível traçar um perfil sobre esses trabalhadores, além da avaliação socioeconômica e ambiental em que essas pessoas estão inseridas.
• Analisar os impactos na saúde dos catadores de material reciclável no município de Pelotas/RS devido à falta de segurança e higienização correta nas cooperativas de reciclagem e posteriormente, em seus domicílios.

• Informar aos catadores os riscos iminentes, devidos às práticas trabalhistas que se submetem sem os equipamentos de proteção individual necessários.

• Caracterizar o perfil dos catadores que estão infectados com algum tipo de parasitose através da análise laboratorial, encaminhando-os, em caso positivo, a um posto de saúde público para o atendimento e tratamento correto.

• Ter conhecimento sobre os parasitos mais comuns em indivíduos que tem contato direto com os resíduos sólidos recicláveis.

• Contribuir para o processo de valorização do trabalho de reciclagem na comunidade de Pelotas/RS tendo noção do quanto esse processo é importante para a redução da poluição em âmbito regional.

• Apoiar alternativas viáveis para a proteção do catador a fim de reduzir a contaminação direta por parte dele e indireta por parte da família.

• Acompanhar através de um estudo de Coorte, os grupos de catadores que se disponibilizarem a participar da pesquisa.

• Visualizar se os indivíduos que estavam infectados com algum parasito procurou atendimento médico.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FERNANDA DE REZENDE PINTO211/11/201412/12/2016
JULIANA CARRICONDE HERNANDES2011/11/201412/12/2016

Página gerada em 18/11/2019 12:09:27 (consulta levou 0.081177s)