Nome do Projeto
Composição corporal e função pulmonar ao final da adolescência e início da vida adulta Coorte de Nascimentos de 1993, Pelotas, RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
26/11/2014 - 28/02/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Resumo
O sobrepeso/obesidade, fator de risco que vem crescendo em diversos países do mundo, tem sido relacionado como agravante de muitas doenças ou sintomas respiratórios. Neste contexto, muitos estudos têm demonstrado influências negativas da obesidade nas medidas de função pulmonar (FP). As medidas antropométricas, principalmente o IMC, são as mais utilizadas nos estudos de base populacional. Porém, existe uma limitação na estimativa da composição corporal em diferenciar a massa gorda da massa livre de gordura e estas possuem papéis distintos na relação da composição corporal com a FP: o tecido adiposo em excesso impõe restrições, enquanto a maior proporção de massa livre de gordura parece ser benéfica à mecânica ventilatória. Os estudos que avaliam a composição corporal com equipamentos de maior precisão, principalmente de delineamento longitudinal, ainda são poucos na literatura, deixando lacunas no conhecimento dentro desse tema. Portanto, o presente projeto pretende avaliar a associação entre a FP e fatores modificáveis da composição corporal em adultos jovens pertencentes à Coorte de Nascimentos de 1993. Para tal serão utilizados dados do acompanhamento da coorte ocorrido em 2011 e do próximo acompanhamento, previsto para o segundo semestre de 2015. No primeiro artigo original serão verificadas as correlações de diversas medidas de composição corporal e antropométricas com a FP, apenas aos 18 anos, buscando identificar quais possuem maior poder explicativo sobre os parâmetros medidos por espirometria. Em um segundo momento serão analisadas, através de métodos de alta precisão como a absorciometria de raios-x de dupla energia (DXA) e a pletismografia por deslocamento de ar (Bod Pod), as influências das mudanças na composição corporal dos 18 aos 22 - 23 anos sobre a FP aos 22 - 23 anos de idade.

Objetivo Geral


Objetivos gerais:

- Avaliar diversas medidas antropométricas e de composição corporal e sua correlação com a função pulmonar aos 18 anos de idade, na Coorte de Nascimentos de 1993, Pelotas, RS.

- Avaliar a trajetória de composição corporal dos 18 aos 22 - 23 anos e função pulmonar aos 22 - 23 anos, na Coorte de Nascimentos de 1993, Pelotas, RS.


Objetivos específicos:


- Medir a função pulmonar através de espirometria (VEF1, CVF, VEF1/CVF) aos 18 anos (dados já coletados) e aos 22 - 23 anos de idade (acompanhamento planejado para 2015).

- Verificar quais medidas antropométricas (IMC, CC, RCQ e espessura de pregas cutâneas) e medidas de composição corporal (massa gorda e massa livre de gordura através do DXA, total e por segmentos) possuem maior correlação com os dados espirométricos, VEF1 e CVF, aos 18 anos de idade.

- Verificar trajetórias na composição corporal (adiposidade e massa livre de gordura, total e por segmentos, utilizando DXA) entre os 18 e 22 - 23 anos e testar sua associação com função pulmonar aos 22 - 23 anos de idade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FERNANDA WEBER BORDINI1201/08/201531/05/2016
FERNANDO CESAR WEHRMEISTER126/11/201428/02/2017
LETICIA FAGUNDES RODRIGUES1201/12/201531/07/2016
MARIA EDUARDA MONTEIRO DA CUNHA DE SOUZA1201/08/201530/11/2015
PAULA DUARTE DE OLIVEIRA426/11/201428/02/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 23.626,00
CNPqR$ 28.515,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 50.537,00
Fundo Nacional de SaúdeR$ 66.750,00

Página gerada em 19/10/2019 16:57:27 (consulta levou 0.093911s)