Nome do Projeto
Recuperação dos solos regenerados da área de mineração de carvão de candiota, RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/03/2015 - 16/03/2020
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Manejo e Conservação do Solo
Resumo
No Brasil, embora a grande maioria da energia elétrica seja gerada por fonte hidráulica e apenas 1,6% por carvão, essa fonte não pode ser desprezada. O aumento da demanda de energia e as quedas de produção das hidrelétricas durante os períodos de estiagem levam à necessidade de utilização de termelétricas para regular o setor. A maior jazida de carvão brasileira é encontrada na mina de Candiota-RS, com aproximadamente 38% do carvão nacional. O processo de mineração ocasiona a remoção de grandes volumes de solo e rochas, gerando profundos impactos ao ambiente, com modificações do ponto de vista físico, químico e biológico do solo. Para a recomposição topográfica da paisagem, sobre os materiais estéreis é depositada uma camada de solo, compondo o “solo construído”. Como principais consequências deste processo se observa a excessiva compactação do solo, que leva à diminuição das taxas de infiltração de água no solo e perda deste por erosão. Torna-se necessário, portanto, adotar medidas de regeneração do solo construído que o deixe com adequadas condições físicas, químicas e biológicas, O uso de plantas de cobertura, torna-se primordial, pois a adição de fitomassa ao solo proporciona redução da erosão e aumento gradativo da matéria orgânica, desempenhando papel fundamental na estruturação do solo e ciclagem de nutrientes, na melhoria da infiltração e armazenamento de água e no aumento da atividade biológica. O uso de plantas descompactadoras constitui-se, dessa maneira, em uma estratégia de recuperação do solo. As espécies de plantas com sistema radicular agressivo, além de oferecerem proteção à superfície do solo, formam poros em profundidade responsáveis pelo aumento do movimento de água e difusão de gases. É de se esperar, assim, que plantas de cobertura estabelecidas em áreas de mineração de carvão melhorem as condições estruturais do solo e criem um ambiente mais favorável ao crescimento das plantas. Neste contexto, o presente projeto visa, em um experimento instalado na área de mineração de carvão de Candiota no final de 2003, avaliar o efeito de diferentes plantas de cobertura em: a) atributos físicos e químicos do solo; b) atributos microbiológicos; e c) desenvolvimento da mesofauna. O conhecimento gerado nesse estudo irá servir de subsídio para orientar a companhia mineradora nas suas ações de reabilitação/recuperação da área degradada.

Objetivo Geral

Este projeto tem por objetivo geral avaliar a influência de diferentes espécies vegetais sobre os atributos físicos, microbiológicos e da fauna edáfica em um solo construído na área de mineração de carvão de Candiota-RS.
Como objetivos específicos busca:
- Verificar o efeito de diferentes gramíneas nos atributos densidade, porosidade, distribuição de tamanho e estabilidade de agregados, resistência mecânica do solo à penetração em um experimento instalado desde 2003 na área de mineração de carvão de Candiota-RS.
- Avaliar a biomassa microbiana, a respiração basal e o carbono e o nitrogênio microbiano em solos construído em áreas de mineração com diferentes plantas de cobertura estabelecidas.
- Avaliar qualitativamente e quantitativamente a mesofauna edáfica dos solos construídos em áreas de mineração com diferentes plantas de cobertura estabelecidas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DANILO DUFECH CASTILHOS102/03/201516/03/2020
DIONI GLEI BONINI BITENCOURT102/03/201516/03/2020
FLAVIA FONTANA FERNANDES102/03/201516/03/2020
JEFERSON DIEGO LEIDEMER1201/08/201831/07/2019
LEDEMAR CARLOS VAHL102/03/201516/03/2020
LIZETE STUMPF102/03/201516/03/2020
LUCIANO OLIVEIRA GEISSLER102/03/201516/03/2020
LUIS CARLOS TIMM102/03/201516/03/2020
LUIZ FERNANDO SPINELLI PINTO202/03/201516/03/2020
PABLO MIGUEL102/03/201516/03/2020
RENATA PINTO ALBERT102/03/201516/03/2020
ROSA MARIA VARGAS CASTILHOS102/03/201516/03/2020
ROSIMERI DAMASCENO TRECHA101/03/201201/03/2015
TANIA BEATRIZ GAMBOA ARAUJO MORSELLI102/03/201516/03/2020

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 33.500,00

Página gerada em 23/10/2019 23:13:31 (consulta levou 0.096159s)