Nome do Projeto
Biodiversidade de diatomáceas psâmicas de praias arenosas marinhas de Santa Catarina, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
31/03/2015 - 30/03/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Resumo
No Brasil, apesar de muitos trabalhos terem sido publicados ao longo da costa, especialmente no Sul do país, há poucos trabalhos investigando a ultra-estrutura da frústula em microscopia eletrônica, caráter fundamental para a taxonomia das diatomáceas. Aliada á limitada abrangência geográfica das amostragens, geralmente confinadas ás áreas rasas neríticas, e á carência de profissionais especializados na taxonomia do grupo, é necessário um conjunto de ações para melhorar o conhecimento da diversidade específica e da morfologia completa da frústula e, portanto, da delimitação das espécies. Nesta proposta, pretende-se contribuir para a amenização destes problemas, através dos seguintes objetivos: (i) estudar a morfologia e taxonomia da frústula utilizando técnicas avançadas de microscopia eletrônica a partir de coletas de boa cobertura geográfica e temporal no sul do Brasil, (ii) coletar amostras e analisar diferentes classes de tamanho de diatomáceas (nano- e microplâncton), (iii) examinar duas séries completas de amostragens históricas realizadas na plataforma rasa a intermediária (10 a 140 metros), realizadas numa base temporal em Santa Catarina e (iv) comparar as assembléias encontradas durante o ciclo anual para detectar padrões de distribuição espacial (costa oceano) e temporal. Finalmente, atendendo aos princípios do edital PROTAX, acadêmicos serão treinados nas técnicas de coleta, preservação e análise de material, além de capacitá-los no estudo taxonômico e morfológico das diatomáceas marinhas do Sul do Brasil. Os principais resultados esperados são o aumento do número de espécies de diatomáceas registradas para o Brasil, contribuir para o conhecimento da diversidade marinha nacional, elucidar problemas nomenclaturais e da morfologia da frústula de várias espécies, formar profissionais capacitados e com visão moderna da taxonomia, capacitando-os a aliar a morfologia da célula com as técnicas modernas de biologia molecular. Espera-se que estes acadêmicos continuem seu processo de formação profissional através da participação em projeto de pesquisa sobre a diversidade morfológica de diatomáceas tóxicas e não tóxicas, entre 2013 - 2017. A expectativa é que pelo menos 5 publicações científicas, 2 dissertações e 2 monografias de conclusão de curso sejam produzidas durante o Projeto, além de uma lista de diversidade de espécies no Sul do Brasil, e o tombamento de amostras e lâminas permanentes em herbários.

Objetivo Geral

a. Realizar o levantamento taxonômico de diatomáceas (Bacillariophyta) marinhas no estado de Santa Catarina com base em amostragens entre os anos 2013 e 2017;

b. Selecionar espécies morfologicamente pouco estudadas para investigação detalhada em microscopia eletrônica de varredura e transmissão;

c. Detectar novas ocorrências para a costa brasileira, bem como espécies e gêneros novos para a Ciência;

d. Comparar as assembléias encontradas em uma perspectiva sazonal, procurando detectar padrões de ocorrência das espécies e gêneros mais representativos na região estudada (Paraná e Santa Catarina), em relação ás condições oceanográficas regionais;

e. Realizar a revisão histórica completa dos estudos sobre diatomáceas realizados nos 2 estados, de modo a atualizar as últimas revisões de Procopiak et al., (2006) para o Paraná, e Moreira-Filho et al. (1990) para Santa Catarina e;

f. Capacitar acadêmicos nos níveis de graduação e pós-graduação no tocante á metodologia e investigação científica básica e avançada das diatomáceas marinhas, de modo a estimular a continuidade dos seus estudos como atividade profissional.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DÉBORA BARWALDT DUTRA1230/04/201501/03/2016
Yasmin Teixeira Mello1201/08/201531/07/2016

Página gerada em 06/06/2020 05:18:52 (consulta levou 0.533770s)