Nome do Projeto
Modelagem hidrológica chuva-vazão e propagação de cheias na Bacia Hidrográfica do Arroio São Lourenço do Sul - RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2015 - 31/07/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Civil
Resumo
O grande crescimento das cidades, as alterações dos cursos d’águas e o acelerado processo de urbanização vêm agravando, cada vez mais, os problemas como inundações e enchentes. As altas ocorrências de eventos chuvosos, associadas aos sistemas de drenagem incapazes de transportar as vazões geradas no escoamento superficial vêm revelando a necessidade de medidas que amortecem os grandes problemas causados durante esses períodos. Para retardar a propagação de cheias no sistema de drenagem, vem se tornando comum a implantação de dispositivos de controle como canais de desvio, reservatórios de detenção e retenção de água. Com objetivo de analisar a viabilidade técnica da implantação de uma bacia de detenção na bacia do Arroio São Lourenço será utilizado o modelo hidrológico chuva-vazão para estimar o hidrograma de escoamento superficial. Posteriormente, o amortecimento d o pico de cheias será calculado por meio do método de Pulz, de propagação de cheias em reservatórios. Espera-se com os resultados encontrados obter os parâmetros calibráveis que caracterizam o solo e o escoamento na bacia do Arroio São Lourenço, conseguir o amortecimento satisfatório das ondas de cheia pelo método utilizado e, com isso, tornar viável a aplicação da bacia de detenção na área de estudo.

Objetivo Geral

O projeto proposto tem como objetivo geral analisar a viabilidade técnica da implantação de uma bacia de detenção na bacia hidrográfica do Arroio São Lourenço, no município de São Lourenço do Sul-RS.

Os objetivos específicos do projeto são: i) Caracterizar os aspectos geomorfológicos, bem como analisar a relação desses aspectos com a ocorrência de inundações e alagamentos no município de São Lourenço do Sul; ii) Modelar os parâmetros do hidrograma de escoamento superficial direto como, por exemplo, a vazão de pico, o tempo de pico e o tempo de base, em função das características geomorfológicas e pluviométricas observadas na bacia hidrográfica; e iii) Avaliar a aplicabilidade do modelo IPH-II e a técnica de amortecimento de ondas de cheia pelo método de Pulz na bacia de estudo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA SOUZA CASTRO201/08/201531/07/2016
CLAUDIA FERNANDA ALMEIDA TEIXEIRA GANDRA201/08/201531/07/2016
MAURIZIO SILVEIRA QUADRO201/08/201531/07/2016
MAÍRA MARTIM DE MOURA1001/08/201531/12/2015
RITA DE CASSIA FRAGA DAME201/08/201531/07/2016
SAMUEL BESKOW201/08/201531/07/2016
VÍTOR BORGES OSORIO801/08/201531/12/2015

Página gerada em 21/05/2019 04:38:35 (consulta levou 0.289104s)