Nome do Projeto
Avaliação do Programa de Atenção Odontológica Materno-infantil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/04/2015 - 02/07/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Resumo
A realização de estratégias eficazes de prevenção pode influenciar positivamente na saúde geral e na qualidade de vida da criança. O objetivo é avaliar o impacto de uma estratégia de prevenção a partir da gestação ou do primeiro ano na saúde bucal na primeira infância. Para tal, será realizado um estudo retrospectivo com avaliação longitudinal de dados de prontuários de bebês e de gestantes acompanhados no projeto de extensão Atenção Odontológica Materno-infantil (AOMI), Faculdade de Odontologia da UFPel. Serão incluídos os bebês, com 18 ou mais meses de idade, que tenham ingressado ainda na vida intra-uterina (A), ou seja, na gestação ou quando o bebê ingressou até 1 ano de idade ou edentado (B) ou ainda com ingresso entre 12-23 meses(C), desde que atendam aos critérios de número mínimo de consultas: duas vezes antes dos 2 anos de idade e três vezes até completar 3 anos de idade. Além disso, o termo de consentimento livre e esclarecido deve estar assinado e a condição da cavidade bucal deve estar corretamente preenchida nas idades avaliadas. Os dados da anamnese, do exame da cavidade bucal e dos procedimentos executados serão coletados de prontuários dos bebês e das gestantes, de forma padronizada, por uma pesquisadora, seguindo critérios pré-definidos nas diferentes variáveis. Os dados serão digitados duplamente em planilha excel e avaliados no pacote estatístico Stata 9.0. Além de análises descritivas das variáveis coletadas, considerando o nível de significância de 5% (p=0,05), outras análises estatísticas serão conduzidas de acordo com objetivo específico avaliado.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
Avaliar a saúde bucal na primeira infância das crianças participantes do programa de atenção odontológica materno-infantil.
Objetivos Específicos
Avaliar a influência do período da primeira consulta odontológica na saúde bucal da criança aos 24 e 36 meses de idade;
Investigar a associação de indicadores demográficos da criança (sexo e cor da pele), indicadores sociais (escolaridade materna e renda familiar) e variáveis comportamentais da criança (hábitos de higiene bucal e alimentares) com a experiência de cárie dentária aos 2 e 3 anos de idade;
Avaliar a importância do pré-natal odontológico na saúde bucal das crianças;
Avaliar a transmissão do hábito de consumo de sacarose entre pares mãe-filho e a presença de cárie na dentição decídua e a sua associação com hábitos alimentares e de higiene bucal;
Avaliar os parâmetros de risco utilizados na AOMI;
Avaliar a percepção materna e fatores associados ao aparecimento do primeiro dente decíduo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREIA DRAWANZ HARTWIG402/04/201502/03/2016
ANDRESSA PEDREIRA FRAGA402/04/201502/08/2015
CAMILA CAIONI DE SALES1201/08/201531/07/2016
CARLOS NERI DOS SANTOS ROCHA402/04/201502/08/2015
CAROLINA CAMPORESE FRANÇA PINTO802/04/201502/12/2015
FERNANDA GERALDO PAPPEN102/04/201502/07/2017
GABRIELA QUADROS DA COSTA802/04/201502/08/2015
KATERINE ARTEIRO JAHNECKE202/04/201502/07/2017
MARINA SOUSA AZEVEDO102/04/201502/07/2017
MARTA SILVEIRA DA MOTA KRUGER202/04/201502/07/2017
RENATA PICANÇO CASARIN202/04/201502/07/2017
TAMARA RIPPLINGER202/04/201502/07/2017

Página gerada em 18/04/2019 17:41:59 (consulta levou 0.068148s)