Nome do Projeto
“Monitoramento e avaliação dos efeitos da nova política uruguaia de regulação do mercado de Cannabis sobre a saúde pública e as práticas de consumo de drogas na zona de fronteira entre Brasil e Uruguai”
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
30/04/2015 - 30/04/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Resumo
Em dezembro de 2013, o Uruguai aprovou a Lei n. 19.172, que regulou toda a cadeia de produção, distribuição e consumo de Cannabis sativa, também conhecida por maconha. Tornando-se o único país do mundo a direcionar sua política à proteção e a promoção de saúde dos usuários de drogas. A entrada em vigor da nova legislação, em 10 de dezembro de 2014, poderá resultar em possíveis impactos no Brasil, seu país vizinho, em especial sobre a segurança, a saúde e as práticas de consumo de drogas da população brasileira residente na zona de fronteira entre os dois países. O acompanhamento, por parte do Governo brasileiro, da nova política uruguaia de regulação do mercado de Cannabis, se faz relevante uma vez que a cooperação internacional e o intercâmbio de informações são previstos na Política Nacional sobre Drogas. Desta forma, este projeto é uma proposta de investigação quali-quantitativa que visa realizar o “Monitoramento e avaliação dos efeitos da nova política uruguaia de regulação do mercado de Cannabis sobre a saúde pública e as práticas de consumo de drogas na zona de fronteira entre Brasil e Uruguai”, a ser desenvolvido pela Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas – UFPEL, com financiamento da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça – SENAD realizado em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA e com a Junta Nacional de Drogas da República Oriental do Uruguai – JND e a Universidade da República Oriental do Uruguai – UDELAR. Além do objetivo geral terá como objetivos específicos: gerar e observar indicadores avaliativos e de monitoramento em relação às praticas de consumo de drogas na região da fronteira; estimar a prevalência de usuários e a frequência do consumo de drogas na região da fronteira e gerar e observar indicadores avaliativos e de monitoramento em relação aos aspectos de saúde dos usuários de drogas na região da fronteira. Para tanto serão utilizadas pesquisas quantitativas e qualitativas nas áreas de saúde pública e prática de consumo de drogas a fim de subsidiar um monitoramento desta região e servir de apoio para avaliar a Nacional Uruguaia e a Brasileira.

Objetivo Geral

Objetivo geral
- Monitorar e avaliar os efeitos da nova política uruguaia de regulação do mercado de Cannabis sobre o aspecto da saúde pública e das práticas de consumo de drogas na zona de fronteira entre Brasil e Uruguai nos municípios de Chuí, Santa Vitória do Palmar, Jaguarão, Aceguá, Bagé, Sant’ana do Livramento, Quaraí, Barra do Quaraí e Uruguaiana.

Objetivos específicos
-Gerar e observar indicadores avaliativos e de monitoramento em relação às praticas de consumo de drogas na região da fronteira.
-Estimar a prevalência de usuários e a frequência do consumo de drogas na região da fronteira.
-Gerar e observar indicadores avaliativos e de monitoramento em relação aos aspectos de saúde dos usuários de drogas na região da fronteira.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE DOS SANTOS NEUTZLING4030/04/201530/04/2017
ANA PAULA MÜLLER DE ANDRADE230/04/201530/04/2017
CANDIDA GARCIA SINOTT SILVEIRA RODRIGUES230/04/201530/04/2017
CELMIRA LANGE230/04/201530/04/2016
DIOGO HENRIQUE TAVARES230/04/201530/04/2017
EDA SCHWARTZ230/04/201530/04/2017
MARCOS AURELIO MATOS LEMOES230/04/201530/04/2017
MICHELE DA SILVA ABOT230/04/201530/04/2017
STEFANIE GRIEBELER OLIVEIRA230/04/201530/04/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Fundo Nacional AntidrogasR$ 525.298,00

Página gerada em 22/10/2020 00:44:54 (consulta levou 0.085777s)