Nome do Projeto
Análise ambiental da bacia do Arroio Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/12/2015 - 21/12/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Sanitária - Qualidade do Ar, das Águas e do Solo
Resumo
A Bacia Hidrográfica do Arroio Pelotas (BHAP) está localizada entre os municípios de Canguçu, Arroio do Padre, Morro Redondo e Pelotas, apresentando uma área total de aproximadamente 910 Km². Assim como todas as bacias hidrográficas, a BHAP sofre interferência antrópica e apresenta alterações das suas condições naturais provocadas pelo processo de urbanização em áreas de preservação permanente (APP), da expansão dos cultivos de arroz e pecuária, da extração de areia, da pesca e lazer e da poluição dos corpos d`água, através do despejo de esgotos domésticos e industriais. O Arroio Pelotas é o manancial que mais fornece água bruta para o Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas – SANEP para abastecer o município de Pelotas através da ETA Sinnott a qual abastece os bairros: Pestano, Sanga Funda, Areal, Jardim Europa, COHAB Tablada, COHAB Lindóia, Santa Rita de Cássia, Getúlio Vargas e Balneário Santo Antônio. Dessa maneira, torna-se de suma importância a pesquisa ambiental voltada à fragilidade ambiental e a qualidade da água, pois a descarga de esgotos e lançamento de resíduos sólidos, assim como o uso de agroquímicos nas lavouras contribuem para a contaminação do ambiente aquático com uma gama de substâncias tóxicas como os poluentes orgânicos persistentes e metais pesados que provocam a biomagnificação na cadeia trófica (ARNDT, 2011). A análise ambiental dos ambientes impactados pelos processos de ocupação pelo homem, tanto urbanos quanto rurais, influenciam diretamente na qualidade ambiental da região. Para uma análise destas áreas, uma análise criteriosa de imagens de satélite proporciona muitas informações importantes para avaliar a ocupação e uso do solo e da água. Além disso, a análise físico-química da água pode identificar alguns tipos de contaminantes específicos que as análises de imagem não conseguem determinar. A análise multivariada e com o máximo de informações sobre as áreas da Bacia do Arroio Pelotas pode identificar vários pontos de fragilidade, e com isso, nos dar subsídios técnicos e científicos para a recuperação das áreas degradadas e melhorar a ocupação dos recursos naturais, tanto do solo e da água. Assim, o objetivo deste projeto é analisar a qualidade ambiental da Bacia do Arroio Pelotas, RS, para propor uma avaliação das áreas de preservação permanente e recuperação de áreas degradadas quando necessário.

Objetivo Geral

O objetivo geral deste projeto é realizar a análise ambiental da Bacia Hidrográfica do Arroio Pelotas – BHAP com ênfase na identificação de suas fragilidades, impactos ambientais e recuperação das áreas degradadas.

Os objetivos específicos deste projeto são:

- Avaliar a qualidade da água superficial do Arroio Pelotas a partir da comparação com a Resolução CONAMA 357 e da utilização do Índice de Qualidade da Água – IQA.
- Identificar a presença de agrotóxicos na água do Arroio Pelotas.
- Identificar a presença de metais pesados e poluentes orgânicos persistentes em peixes existentes no arroio Pelotas.
- Realizar um levantamento do impacto ambiental no solo e na água em áreas adjacentes ao Arroio Pelotas, devido à expansão da agricultura e urbanização.
- Elaborar o mapa de fragilidade ambiental da BHAR através de geoprocessamento.
- Relacionar o índice da qualidade da água com o uso e ocupação do solo e fragilidade ambiental.
- Identificar pontos de contaminação da BHAR.
- Avaliar a recuperação de áreas degradadas quando identificadas e mapeadas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMAURI ANTUNES BARCELOS201/12/201521/12/2018
ANDERSON TIAGO DECKER208/07/201621/12/2018
ANDREA SOUZA CASTRO201/12/201521/12/2018
ANDRESSA DROSE208/07/201621/12/2018
BRUNO MULLER VIEIRA108/07/201621/12/2018
CAROLINA FACCIO DEMARCO401/12/201521/12/2018
CHARLES NUNES FROES201/12/201521/12/2018
DANIELA CERBARO401/12/201521/12/2018
DIULIANA LEANDRO201/12/201521/12/2018
FELIPE CUNHA DA ROCHA401/12/201521/12/2018
FERNANDA DIAS DE AVILA1001/12/201521/12/2018
HUGO ALEXANDRE SOARES GUEDES201/12/201521/12/2018
ILIANE MULLER OTTO208/07/201621/12/2018
JOSIANE PINHEIRO FARIAS801/12/201521/12/2018
MARCELA DA SILVA AFONSO201/12/201521/12/2018
MARIANA FERNANDES PEREIRA401/12/201521/12/2018
MAURIZIO SILVEIRA QUADRO201/12/201521/12/2018
MILENA RAFALSKI PACHECO401/12/201521/12/2018
SAMANTA TOLENTINO CECCONELLO1001/12/201521/12/2018
TIRZAH MOREIRA SIQUEIRA201/12/201521/12/2018

Página gerada em 22/09/2019 22:05:31 (consulta levou 0.082962s)