Nome do Projeto
Caracterização tecnológica da madeira termodegradada de quatro espécies florestais
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/10/2015 - 15/10/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal
Resumo
A madeira é um polímero de constituição heterogênea, podendo ser empregado para diversas finalidades devido as suas características intrínsecas. Uma utilização comum da madeira é para a obtenção de carvão vegetal, enquanto os resíduos podem ser empregados na geração de energia, abastecendo caldeiras ou fornos. Porém, não são todas as espécies florestais que podem ser utilizadas como fonte de carvão vegetal ou lenha. Portanto, o objetivo do presente projeto de pesquisa é realizar a caracterização de alguns parâmetros tecnológicos das madeiras termodegradadas de Hovenia dulcis, Carya illinoinensis, Platanus x acerifolia e Luehea divaricata, verificando a possibilidade de aplicação dessas espécies como potencial fonte energética. Para a realização dos experimentos, empregar-se-ão faixas de temperaturas distintas. Na composição química serão analisados os teores de lignina, extrativos, cinzas, celulose e hemicelulose. Na análise térmica da madeira, será verificado o percentual de rendimento em carvão. A fim de se verificar o comportamento da variação química da madeira quando exposta a diferentes faixas de temperatura, efetuar-se-á a análise termogravimétrica (TGA) e a espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier com refletância total atenuada (FTIR-ATR). Por meio dos resultados encontrados, espera-se determinar quais espécies florestais podem ser empregadas para suprir a demanda do setor energético, observando a faixa de temperatura a qual apresenta o maior rendimento em carvão, obtendo maior conhecimento relacionado a influência do calor nas propriedades químicas das espécies estudadas.

Objetivo Geral

Objetivo Geral

Qualificar as alterações químicas sofridas pela madeira de quatro espécies florestais de interesse, quando expostas a diferentes faixas de temperatura.


Objetivos Específicos

• Testar diferentes faixas de temperaturas baseadas na literatura, para verificar a degradação dos componentes químicos em quatro espécies florestais;
• Quantificar em cada faixa de temperatura os teores de celulose, hemicelulose, lignina e extrativos, utilizando a análise química;
• Realizar a análise semiquantitativa dos constituintes químicos da madeira;
• Determinar a curva de degradação dos constituintes químicos da madeira;
• Obter subsídios técnicos que permitam definir a potencial utilização das espécies para fins energéticos;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE KROLOW SOARES215/10/201515/10/2019
ANTONILDES TEIXEIRA MENDES NETO215/10/201515/10/2019
CAROLINE RODRIGUES SOARES1201/08/201631/07/2017
DÉBORA DUARTE RIBES215/10/201515/10/2019
EZEQUIEL GALLIO415/10/201515/10/2019
GUILHERME EICK GOETTEMS215/10/201515/10/2019
GUILHERME VERGARA NORNBERG215/10/201515/10/2019
GUSTAVO SPIERING ZANOL215/10/201515/10/2019
HENRIQUE RÖMER SCHULZ215/10/201515/10/2019
JÉSSICA MICHEL DA SILVA215/10/201515/10/2019
KEVIN CRUZ AMARILLO1201/08/201628/02/2017
LUCAS BRUM CLAVIJO215/10/201515/10/2019
MARIO ANTONIO PINTO DA SILVA JUNIOR1201/03/201731/07/2017
MATHEUS LEMOS DE PERES215/10/201515/10/2019
PAULA ZANATTA215/10/201515/10/2019
RAFAEL BELTRAME115/10/201515/10/2019
ROBERTO LESSA PEREIRA215/10/201515/10/2019
TALINE RODRIGUES MATTOSO215/10/201515/10/2019
WILLIAM GAMINO GUTHS215/10/201515/10/2019

Página gerada em 25/10/2020 16:32:52 (consulta levou 0.083789s)