Nome do Projeto
Influência da ansiedade materna e resiliência na saúde bucal e na percepção da qualidade de vida relacionada à saúde bucal em pré-escolares de Pelotas/RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
22/12/2015 - 01/07/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia
Resumo
As crianças estão sujeitas a várias condições clínicas que podem afetar seu estado de saúde bucal, como cárie dental, traumatismo alvéolo-dentário e maloclusão. Outras medidas, além dos parâmetros clínicos tem sido utilizadas para avaliar o impacto destas condições na vida das crianças, como a qualidade de vida relacionada à saúde bucal. A percepção dos pais em relação a esta medida pode ser influenciada por uma série de fatores, entre estes fatores a ansiedade e a resiliência materna podem influenciar esta percepção. Assim, o objetivo deste projeto será avaliar a influência da ansiedade e da resiliência materna na percepção da qualidade de vida relacionada à saúde bucal em pré-escolares da cidade de Pelotas-RS. Este estudo transversal ocorrerá durante a Campanha Nacional de Vacinação no ano de 2015 nas unidades básicas de saúde (UBS). Serão incluídas crianças de 2 a 5 anos. As mães responderão a um questionário contendo informações socioeconômicas, demográficas e sobre uso de serviços odontológicos. A ansiedade ao tratamento odontológico será mensurada pela Dental Anxiety Scale, de Corah, e a qualidade de vida relacionada à saúde bucal das crianças com o Early Childhood Oral Health Impact Scale (ECOHIS) e das mães com o Oral Impacts on Daily Performances (OIDP). O exame clínico das crianças será realizado por cirurgiões-dentistas calibrados quanto à condição da coroa (índice ceo-d da OMS), quanto à presença de traumatismos dentários (O´Brien) e de maloclusão (OMS). Os dados serão digitados e analisados através do modelo de regressão de Poisson, usando variância robusta (RR:95%IC, p≤ 0,05). O estudo destes fatores e seu impacto na qualidade de vida pode possibilitar a ampliação de um novo campo de pesquisa e contribuir na construção de estratégias para prevenção de desfechos adversos em saúde bucal, melhorando a qualidade de vida das crianças pré-escolares.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
Avaliar a influência da ansiedade e da resiliência materna na percepção da qualidade de vida relacionada à saúde bucal em pré-escolares da cidade de Pelotas-RS.
Objetivos específicos:
- Avaliar a prevalência de ansiedade odontológica das mães de pré-escolares
- Verificar o impacto da ansiedade odontológica materna nas condições de saúde bucal da criança
- Analisar a resiliência materna e sua relação com percepção da condição bucal dos seus filhos
- Avaliar a percepção da qualidade de vida relacionada à saúde bucal da mãe e sua associação com a percepção da qualidade de vida relacionada à saúde bucal da criança
- Comparar os resultados das condições bucais (cárie dentária, maloclusão e traumatismo alvéolo-dentário) obtidos em 2009 nesta mesma faixa-etária na cidade de Pelotas

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREIA DRAWANZ HARTWIG122/12/201501/07/2016
DENISE PAIVA DA ROSA622/12/201501/07/2016
ETHIELI RODRIGUES DA SILVEIRA122/12/201501/07/2016
FLAVIO FERNANDO DEMARCO122/12/201501/07/2016
MARCOS BRITTO CORREA122/12/201501/07/2016
MARIA LAURA MENEZES BONOW222/12/201501/07/2016
MARILIA LEAO GOETTEMS122/12/201501/07/2016
VANESSA MÜLLER STÜERMER1201/08/201431/07/2015
VANESSA POLINA PEREIRA DA COSTA122/12/201501/07/2016

Página gerada em 27/01/2021 04:11:10 (consulta levou 0.307899s)