Nome do Projeto
Avaliação das técnicas de retratamento endodôntico manual e rotatória: revisão sistemática e ensaio clínico randomizado
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/01/2016 - 01/03/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Resumo
Primeiramente, será realizada uma revisão sistemática da literatura para identificar tais desfechos em casos de retratamento e os fatores que podem influenciá-los. As buscas serão realizadas em bases de dados eletrônicos (PubMed, Scopus e ISI Web of Science), sem restrição de idioma, durante o período de 1985 a 2015. Será então realizado um ensaio clínico, randomizado e estratificado, considerando dois grupos de comparação, retratamento por técnica manual ou rotatória com Sistema ProTaper Retratamento e ProTaper Next, para verificar qual técnica levaria às maiores taxas de sucesso endodôntico e menores níveis de dor pós-operatória. Serão coletados ainda desfechos relacionados à eficácia de remoção de material obturador e tempo gasto com os procedimentos. Oitenta indivíduos que possuam dente monorradicular tratado endodonticamente com indicação de retratamento serão selecionados. A dor pós-operatória será avaliada por meio de escala numérica. O registro de dor e questionamento quanto ao uso de medicamento será realizado em 12, 24, 48 horas e 7 dias após os procedimentos clínicos. Radiografias realizadas após os protocolos de desobturação dos canais serão escaneadas e transferidas para software de imagens, onde será calculada a porcentagem de material obturador remanescente em relação à área total do canal radicular. As taxas de sucesso serão avaliadas após 3, 6, 12 e 24 meses, por meio de exame clínico e radiográfico, considerado o Índice periapical. Os dados dos dois grupos serão analisados quanto à normalidade, pelo teste Shapiro-Wilk. Havendo distribuição normal, serão comparados pelo teste t com um nível de significância de P<0,05.

Objetivo Geral

Objetivo Geral
-Comparar o sucesso a longo-prazo e a ocorrência de dor pós-operatória após duas técnicas de retratamento endodôntico, por instrumentação manual ou rotatória.

Objetivos Específicos
-Realizar uma revisão sistemática da literatura em relação às taxas de sucesso clínico e radiográfico e os índices de dor pós-operatória em casos de retratamento endodôntico, além de identificar os fatores técnicos que podem influenciar tais desfechos.
-Avaliar, através de um ensaio clínico randomizado (ECR), a ocorrência de dor pós-operatória, comparando as técnicas manual e rotatória (ProTaper Retratamento e ProTaper Next) no retratamento endodôntico de dentes monorradiculares.
-Avaliar, através de um ECR, a porcentagem de debris remanescentes no canal radicular após remoção do material obturador, comparando as técnicas manual e rotatória (ProTaper Retratamento e ProTaper Next) no retratamento endodôntico de dentes monorradiculares.
-Avaliar, através de um ECR, o tempo gasto para desobturação dos canais radiculares, comparando as técnicas manual e rotatória (ProTaper Retratamento e ProTaper Next) no retratamento endodôntico de dentes monorradiculares.
-Avaliar, através de um ECR, o sucesso clínico e radiográfico, após 3, 6, 12 e 24 meses, comparando as técnicas manual e rotatória (ProTaper Retratamento e ProTaper Next) no retratamento endodôntico de dentes monorradiculares.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRESSA HEBERLE GASTMANN401/01/201601/03/2017
ANDRESSA RAQUEL SPOHR1201/01/201601/03/2017
FERNANDA GERALDO PAPPEN201/01/201601/03/2017
TATIANA PEREIRA CENCI201/01/201601/03/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 5.054,00

Página gerada em 27/10/2020 02:00:44 (consulta levou 0.072497s)