Nome do Projeto
Seletividade de agrotóxicos registrados para a cultura da soja a parasitoides de ovos de percevejos
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2016 - 01/04/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Entomologia Agrícola
Resumo
A soja (Glycine max (L.) Merrill) é a principal oleaginosa produzida e consumida no mundo e a sua importância está no fato dela ser utilizada tanto para o consumo animal quanto para o consumo humano. O Brasil é atualmente o segundo maior produtor mundial de soja sendo que esta desempenha um papel importante na balança comercial, visto que nos últimos anos vários outros setores da economia atuaram em queda. Dessa forma, tendo em vista a sua importância principalmente em termos econômicos, é essencial que o cultivo da soja seja feito de maneira eficiente garantindo a máxima produtividade que a cultura possa oferecer. Contudo os insetos-praga são um entrave para a manutenção da produtividade nas lavouras de soja sendo os percevejos sugadores um dos principais responsáveis pelas perdas tanto quantitativa quanto qualitativa de grãos da oleaginosa. Euschistus heros (Fabr. 1974) (Hemiptera: Pentatomidade) é o principal percevejo sugador na cultura da soja e o controle químico com o uso de inseticidas é o método mais utilizado para controlar essa praga. Atuando de forma benéfica na lavoura existem outros insetos chamados de inimigos naturais dos insetos-praga, dos quais os parasitoides de ovos são uns dos mais importantes. Esses parasitoides tem a vantagem de atuarem na fase de ovo impedindo a eclosão da ninfa do inseto praga e por isso a manutenção desses inimigos naturais na lavoura é necessário. Trissolcus basalis (Wollaston, 1858) e Telenomus podisi Ashmead, 1893 (Hymenoptera: Platygastridae) são as duas principais espécies de parasitoides de ovos de percevejos sugadores na cultura da soja sendo imprescindível a utilização de agrotóxicos seletivos a esses inimigos naturais para a manutenção do equilíbrio do agroecossistema e a redução da utilização de agrotóxicos nas lavouras de soja. Para isso, serão realizados testes de seletividade de acordo com as especificações metodológicas da “International Organization for Biological and Integrated Control of Noxious Animals and Plants” (IOBC), nos quais avaliar-se-ão em adultos de T. basalis e T. podisi, por contato e ingestão, a mortalidade, a redução na emergência de adultos, redução no parasitismo e toxicidade; com a pulverização de agrotóxicos sobre ovos pré-parasitismo será determinada a redução da emergência de adultos e do parasitismo, e em ovos pós-parasitismo (ovos, larvas e pupas) a redução na emergência.

Objetivo Geral

Gerais
- Avaliar a seletividade de agrotóxicos utilizados na cultura da soja aos parasitoides de ovos Trissolcus basalis e Telenomus podisi segundo a IOBC e as recomendações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para controle de insetos, plantas daninhas e doenças.


Específicos
- Avaliar a seletividade de agrotóxicos utilizados na cultura da soja sobre as fases imaturas aplicados sob posturas pré e pós-parasitismo, avaliando-se os efeitos nocivos sob o desenvolvimento do parasitoide de ovos T. basalis e T. podisi em diferentes fases de desenvolvimento;
- Verificar seletividade a adultos dos parasitoides quanto a exposições por contato (pelo método padrão da IOBC);
- Testar em ensaios de semi-campo a seletividade dos agrotóxicos que obtiverem classes 2, 3 ou 4 aos parasitoides de ovos de percevejos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FLÁVIO AMARAL BUENO1201/04/201601/04/2019
MATHEUS RAKES1201/04/201601/04/2019
RONALDO ZANTEDESCHI2001/04/201601/04/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 12.000,00

Página gerada em 22/01/2021 01:08:32 (consulta levou 0.071027s)