Nome do Projeto
Sistema de cuidado em saúde dos agricultores ecológicos do Sul do Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
24/12/2016 - 29/12/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Enfermagem
Resumo
A cultura define os padrões sociais, determinando as concepções de saúde e doença para o grupo social, assim como o sistema de cuidado à saúde utilizado. As famílias rurais investigadas nesta pesquisa praticam uma agricultura familiar, a qual requer a participação de seus membros, oportunizando nesse convívio diário, o repasse dos conhecimentos, crenças e valores entre as gerações. Para discutir o sistema de cuidado à saúde serão utilizados como referencial Menéndez, que aborda os sistemas de cuidado à saúde e Geertz com uma perspectiva contemporânea de compreensão da cultura. Investigar o sistema de cuidado à saúde, com a perspectiva cultural das famílias de famílias rurais, requer habilidades que se apresentam como desafios, sendo necessário conhecer o contexto no qual produzem e reproduzem o conhecimento e os valores atribuídos, para então poder identificar o significado destas práticas no cuidado à saúde. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, com orientação etnográfica, na área rural do 1º distrito do município de Canguçu/RS, visando compreender o sistema de cuidado à saúde das famílias rurais do Sul do Rio Grande do Sul. As interlocutoras do estudo foram 14 famílias rurais, totalizando 25 entrevistados. Em março de 2014, através de uma informante-chave, iniciou-se a participação e aproximação com o grupo de mulheres da Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas (OASE). A coleta de dados realizou-se entre maio e setembro de 2014, nas residências das famílias e em espaços comunitários, nos quais estavam integradas. A participação nas reuniões mensais da OASE se deu até setembro de 2014, assim como em outras atividades da comunidade. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade de Enfermagem da UFPel, com o parecer nº 649.818. Para a realização dessa pesquisa, lançou-se mão de observação participante, diário de campo, registro fotográfico, entrevista semiestruturada gravada, com a construção do genograma e da rede de relações. Visando manter o anonimato dos entrevistados, esses foram identificados por meio de nome fictício escolhido pelos mesmos, seguido da idade (Ex.: João, 33 anos) (CEOLIN, 2016).

Objetivo Geral

Objetivo geral
Compreender o sistema de cuidado à saúde entre famílias rurais ao sul do Rio Grande do Sul.

Objetivos específicos
Investigar o cotidiano de trabalho das famílias rurais e a relação com as práticas de cuidado à saúde;
Conhecer o significado do processo saúde e doença, no contexto das famílias rurais;
Identificar as práticas de cuidado à saúde utilizadas pelas famílias rurais;
Verificar os diferentes espaços e serviços de cuidado utilizados pelas famílias rurais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA TIMM BONOW1201/08/201531/07/2016
CAMILA TIMM BONOW301/08/201418/12/2015
CAROLINE VASCONCELLOS LOPES224/12/201629/12/2017
NIVEA SHAYANE COSTA VARGAS1201/10/201331/07/2015
RITA MARIA HECK124/12/201629/12/2017
SIDNEIA TESSMER CASARIN124/12/201629/12/2017
VALÉRIA OLIVEIRA SEVERO224/12/201629/12/2017

Página gerada em 21/07/2019 14:36:36 (consulta levou 0.054877s)