Nome do Projeto
ESTUDO DA QUALIDADE DA ÁGUA DO CANAL SÃO GONÇALO E SUA RELAÇÃO AOS USOS DA BACIA HIDROGRÁFICA DA LAGOA MIRIM
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/06/2016 - 03/07/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Sanitária
Resumo
Um importante instrumento de gestão dos recursos hídricos é a avaliação da qualidade de água a qual contempla a caracterização química. A presença de poluentes na água pode causar impactos negativos a ecossistemas aquáticos e terrestres, o que justifica a importância do monitoramento do manancial, principalmente em áreas de múltiplos usos e alta ocupação como é o caso do Canal São Gonçalo. O canal São Gonçalo é um canal natural, que estabelece a ligação entre a Lagoa Mirim e a Laguna dos Patos. Inserido na bacia hidrográfica da Lagoa Mirim, delimita-se com os municípios de Pelotas, Rio Grande, Capão do Leão, Pedro Osório e Arroio Grande. Este corpo hídrico sofre grande degradação da qualidade de suas águas devido, principalmente, ao despejo de efluentes domésticos, industriais e resíduos provenientes de atividades agrícolas. Atualmente o Canal São Gonçalo é um recurso hídrico utilizado na irrigação de arroz, abastecimento urbano e navegação. Tendo em vista a importância da manutenção da qualidade da água desse importante corpo hídrico, o objetivo desse projeto é analisar e avaliar a qualidade físico-química e microbiológica da água do Canal São Gonçalo tendo como meta a disponibilidade desses dados para que os mesmos possam interferir positivamente na melhor utilização desse recurso hídrico. Serão realizadas coletadas mensalmente durante dois anos, nos pontos definidos no plano de amostragem. As variáveis de qualidade analisadas serão pH, temperatura, salinidade, condutividade, turbidez, fósforo total, nitrogênio total kjeldahl (NTK), oxigênio consumido em meio ácido, demanda bioquímica de oxigênio (DBO), oxigênio dissolvido, sólidos totais, coliformes termotolerantes e metais traços. Os ensaios serão realizados no Laboratório da Agência da Lagoa Mirim (UFPel) e seguirão metodologias validadas do Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater.

Objetivo Geral

A presente pesquisa tem como objetivo analisar e avaliar a qualidade físico-química e microbiológica da água do Canal São Gonçalo tendo como meta a disponibilidade desses dados para que os mesmos possam interferir positivamente na melhor utilização deste importante corpo hídrico que atende múltiplos usos.
Para atender este objetivo apresentado diferentes tarefas e hipóteses devem ser atendidas. Desta forma, detalhando esse objetivo apresentam-se os objetivos específicos do trabalho:

Definir metodologia de coleta de água de acordo com as características do Canal São Gonçalo;
Implementar coleta de amostra de água do Canal São Gonçalo, ao longo de dois anos;
Analisar as propriedades físico-químicas e microbiológicas das amostras
Desenvolver metodologia para determinação de metais traços em água por MP-AES
Analisar e determinar metais traços em água por MP-AES
Aplicar tratamento estatístico nos dados e validar resultados
Identificar os impactos das atividades desenvolvidas na qualidade da água do Canal São Gonçalo;
Avaliar a qualidade de água do Canal São Gonçalo com base nos limites definidos pela legislação vigente
Digitalização dos resultados e confecção de mapas de qualidade
Divulgar os dados de qualidade da água do Canal São Gonçalo na página da Agência de Desenvolvimento da Bacia da Lagoa Mirim.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CHARLES NUNES FROES401/06/201603/07/2017
FRANCINE VICENTINI VIANA401/06/201603/07/2017
GILSON SIMOES PORCIUNCULA201/06/201603/07/2017
GRAZIELE LEAL ROJAHN1205/09/201630/12/2016
HENRIQUE SANCHEZ FRANZ201/06/201615/01/2017
LICIANE OLIVEIRA DA ROSA1205/09/201630/12/2016
MARILIA GUIDOTTI CORREA401/06/201603/07/2017
ROSIANE SCHWANTZ DO COUTO101/06/201603/07/2017
VITOR ALVES LOURENÇO201/06/201615/01/2017

Página gerada em 23/09/2020 00:30:07 (consulta levou 0.087572s)