Nome do Projeto
Sistemas Ciber-Físicos Inteligentes para o Manejo Integrado de Pragas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2016 - 31/07/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação
Resumo
O Brasil está passando por um processo consistente de modernização da agricultura, por meio da adoção tanto de máquinas de última geração quanto de ferramentas de Tecnologia da informação (TI) para gestão informatizada das lavouras. A mecanização e a informatização, aliadas ao fortalecimento do agronegócio, tem sido motores da consolidação de um segmento internacionalmente notável pela produtividade, eficiência e competitividade. Neste sentido, a adoção da Agricultura de Precisão em programas de manejo de pragas constitui-se uma alternativa à agricultura tradicional, que apresenta práticas que tem provocado impactos ambientais e custos desnecessários ao produtor. O Manejo Integrado de Pragas (MIP) refere-se à integração de diferentes ferramentas para a otimização do controle de pragas agrícolas. O emprego conjunto das diferentes ferramentas, de maneira planejada e em harmonia, é a base para o sucesso de um programa de MIP. Novas ferramentas de controle estão sendo disponibilizadas para utilização no MIP, como o controle biológico, por meio da liberação de inimigos naturais. Contudo, o uso eficiente bem como a adoção destas ferramentas é dependente de uma correta amostragem ou monitoramento das populações de pragas, e também da apropriada integração das informações. Atualmente as práticas de monitoramento e liberação de agentes de controle biológico são constituídos essencialmente como um trabalho manual e laborioso, diminuindo assim, consideravelmente seu emprego e, muitas vezes, limitando a implementação do MIP adequadamente. Neste contexto, os sistemas computacionais embarcados, aliados ao emprego de técnicas de inteligência artificial, tem permitido o desenvolvimento de tecnologias, as quais são capazes de superar tais dificuldades, tanto no monitoramento quanto na liberação de agentes de controle biológico. Assim, este projeto pretende investigar a utilização de armadilhas inteligentes e veículos aéreos não tripulados no MIP, como ferramentas da Agricultura de Precisão. Sendo utilizadas técnicas de visão computacional, inteligência artificial e redes de sensores sem fio.

Objetivo Geral

São objetivos deste projeto:

* Desenvolver e experimentar um sistema de monitoramento de pragas baseado em armadilhas inteligentes capazes de:

- Atuar de forma autônoma, reduzindo significativamente a necessidade de intervenção humana;

- Aumentar a resolução temporal de dados de monitoramento, permitindo o levantamento sincronizado de informações; e

- Tornar disponível em tempo real tais informações para os tomadores de decisão.

* Desenvolver e experimentar um sistema de aplicação aérea de agentes de controle biológicos baseado em veículos aéreos não tripulados capaz de atuar de forma autônoma, cobrindo a área de interesse de forma mais eficiente possível.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
HUBERTO KAISER FILHO801/08/201631/07/2018
MARILTON SANCHOTENE DE AGUIAR401/08/201631/07/2018
RAFAEL DA SILVA GONÇALVES201/08/201631/07/2018
RAFAEL DA SILVA GONÇALVES201/08/201631/07/2018
RENATA ZOTTIS JUNGES1201/08/201731/07/2018
RODRIGO DE BRUM ACOSTA801/08/201631/07/2018
SANDRO DANIEL NORNBERG201/08/201631/07/2018
SANDRO DANIEL NORNBERG201/08/201631/07/2018
TAUÃ MILECH CABREIRA801/08/201631/07/2018
THAINAN BYSTRONSKI REMBOSKI801/08/201631/07/2018
VALTER ALBERTO MELGAREJO MARTINS1201/08/201731/07/2018
VINICIUS SIGNORI FURLAN801/08/201631/07/2018
WILLIAM DALMORRA DE SOUZA801/08/201631/07/2018

Página gerada em 24/10/2021 19:11:31 (consulta levou 0.060203s)