Nome do Projeto
Estudo da presença do alelo mutante MDR1 na raça Ovelheiro Gaúcho e sua contribuição para a Medicina Veterinária
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
18/07/2016 - 28/02/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica Veterinária
Resumo
A raça Ovelheiro Gaúcho é originária do estado brasileiro Rio Grande do Sul e do norte do Uruguai, e foi formada ao longo de muitos anos através de uma rígida seleção imposta pelas atividades campeiras em que a região exercia. De acordo com os estudos realizados pela ACOG, em sua base genética estão cães portugueses Rafeiros e os Scotch Collies de origem escocesa e inglesa. Atentou-se às características clínicas que as raças caninas podem herdar de seus ascendentes históricos, como determinadas predisposições raciais à enfermidades, e de que forma os estudos destas características podem contribuir na clínica médica veterinária. Raças que compartilham a mesma origem ancestral nos primórdios de formação racial apresentam, em maior ou menor grau, uma mutação genética que confere sensibilidade específica a determinadas drogas, causando sinais de intoxicação. Entre elas está a Ivermectina, droga muito utilizada na região interiorana do Rio Grande do Sul para o combate parasitário em bovinos e ovinos e, de forma indiscriminada, em caninos. Por sua vez, a raça Ovelheiro Gaúcho possui um ancestral em comum com raças que atualmente possuem determinada sensibilidade. Segundo a literatura, a mutação MDR1-1Δ, basicamente, ocasiona um defeito genético na formação da Glicoproteína-P, levando a uma alteração em sua sequência de aminoácidos. De acordo, o animal pode ser classificado em três diferentes formas: normal, mutante ou selvagem. Recentemente, pesquisas genéticas de raças caninas demonstraram que várias raças relacionadas ou não ao Collie também são afetadas pela mutação, como Australian Shepherds, Border Collies, English Shepherds, Old English Sheepdogs, Shetland Sheepdogs, Pastor Alemão, Whippets, bem como raças misturadas. Através de técnicas de biologia molecular, hoje é possível determinar o status genético do animal em relação ao gene MDR1, avaliando-se a susceptibilidade a efeitos tóxicos de variadas drogas. Desta forma a pesquisa genética da frequência de mutação do gene MDR1 na raça Ovelheiro Gaúcho é necessária, sendo de fundamental importância para o Médico Veterinário de forma a auxiliar em sua conduta terapêutica, tornando mais seguro o tratamento de seus pacientes. Além disso, este estudo é necessário para auxiliar os pesquisadores a entender sobre as origens da raça, sendo mais um passo na formulação das teorias raciais já existentes, bem como o auxílio aos criadores, que poderão utilizar-se dos resultados para uma melhor seleção genética.

Objetivo Geral

Avaliar a presença de mutação do gene MDR1 em uma amostra de 25 cães da raça Ovelheiro Gaúcho através da colheita e processamento de amostras sanguíneas e PCR;
Dissertar sobre a segurança clínica da administração de determinadas drogas substrato específicas para a Glicoproteína-P em cães da raça Ovelheiro Gaúcho, como a Ivermectina;
Correlacionar os resultados obtidos na raça Ovelheiro Gaúcho com os resultados obtidos em pesquisas de outras raças;
Fomentar estudo de forma a auxiliar os criadores com seu processo de seleção;
Correlacionar os resultados obtidos com a teoria de origem racial desenvolvida pela Associação dos Criadores de Ovelheiro Gaúcho.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA RAQUEL MANO MEINERZ117/07/201628/02/2018
BRUNO CABRAL CHAGAS117/07/201628/02/2018
CERES CRISTINA TEMPEL NAKASU117/07/201628/02/2018
CHARLES SILVA DE LIMA117/07/201628/02/2018
DIEGO ALMEIDA MONCKS117/07/201628/02/2018
EDUARDO JOSE ELY E SILVA117/07/201628/02/2018
ELEN NUNES GARCIA117/07/201628/02/2018
FABIO DA SILVA E SILVA217/07/201628/02/2018
HELEN CABALDI FRANZ117/07/201628/02/2018
JESSICA HELLEN BASTOS LAVADOURO117/07/201628/02/2018
JOSE CARLOS PADILHA PINTO117/07/201628/02/2018
LUANA HARZ DURANTE117/07/201628/02/2018
LUIZ FERNANDO JANTZEN GASPAR117/07/201628/02/2018
MARCIA DE OLIVEIRA NOBRE117/07/201628/02/2018
MARLETE BRUM CLEFF117/07/201628/02/2018
ROBERTO ALMEIDA BELLOLI117/07/201628/02/2018
VANESSA MILECH117/07/201628/02/2018

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 1.000,00

Página gerada em 18/07/2019 14:30:20 (consulta levou 0.296550s)