Nome do Projeto
Zoneamento termo-higrométrico de Anastrepha grandis (Diptera: Tephritidae) em regiões produtoras de cucurbitáceas, avaliação de danos por técnicas não destrutivas e extração de feromônios
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/09/2016 - 01/09/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Entomologia Agrícola
Resumo
Anastrepha grandis é conhecida como mosca-das-cucurbitáceas-sul-americana e caracteriza-se por atacar espécies nativas ou introduzidas de cucurbitáceas. Embora o inseto cause danos devido a sua infestação nos frutos, as maiores perdas se referem aos embargos na exportação. Esse projeto tem como objetivo determinar as exigências termo-higrometricas de A. grandis visando a elaboração de climogramas, determinar os danos por técnicas não destrutivas e avaliar a possibilidade de extração de feromônios. Para avaliação das exigências hídricas serão utilizadas câmaras úmidas com diferentes níveis de umidade, a fim de avaliar o efeito sobre as fases de ovos, larvas, pupas e adultos. Para isolar o feromônio que age sobre a oviposição das moscas-das-cucurbitáceas, serão utilizadas diversas técnicas para determinar a que melhor se adapta aos objetivos estipulados, já para determinação dos danos em frutos de abóbora será testada a técnica de tomografia de ressonância magnética, a fim de localizar as larvas causadoras de danos no interior dos frutos. Espera-se que através dos resultados encontrados seja possível auxiliar no estabelecimento de um manejo adequado e mais preciso de A. grandis.

Objetivo Geral

OBJETIVOS
1- Geral
Estabelecer um conjunto de medidas relacionadas ao zoneamento termohigrométrico, visando elaborar climogramas para estudar a presença de Anastrepha grandis nas principais regiões produtoras de cucurbitáceas, prospectar possíveis substancias químicas relacionadas ao acasalamento ou marcação de frutos e conhecer os danos provocados por larvas de A. grandis por meio de técnicas não destrutivas.

2- Específicos
(i) Determinar as exigências hídricas para os estágios de ovo, pupa e adulto de A. grandis e com as exigências térmicas elaborar climogramas para as principais regiões produtoras de cucurbitáceas do Brasil;
(ii) Detectar a existência de substâncias químicas capazes de mediar o comportamento de acasalamento e/ou agregação de A. grandis;
(iii) Utilizar as técnicas não destrutivas de ressonância magnética e ultrassom a fim de detectar e caracterizar os danos de A. grandis em frutos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
HEITOR LISBÔA2001/09/201601/09/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 6.000,00

Página gerada em 27/01/2021 04:25:19 (consulta levou 0.081571s)