Nome do Projeto
Prevalência de Fatores de Risco Cardiovascular, Indicadores de Saúde Cardiovascular Ideais e Qualidade de Vida em estudantes do ciclo teórico de Medicina da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e da Universidade Católica de Pelotas (UCPel).
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/12/2016 - 01/07/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Medicina - Cardiologia
Resumo
No Brasil a principal causa de morte para população em geral, em 2012, são as doenças do sistema circulatório (doença isquêmica do coração e cerebrovascular), tanto para homens quanto para mulheres, respondendo por cerca de 30% das mortes no país, seguido por mortes por neoplasias e por causas externas.1 A aterosclerose é a principal causa de infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral e gangrena das extremidades.2 Assim sua prevenção tem papel importante na redução da mortalidade por doenças do sistema circulatório. A aterosclerose tem papel chave nos eventos isquêmicos cardíacos e cerebrais, mas tem um desenvolvimento silencioso, sendo importante sua prevenção desde os estágios pré-sintomáticos. Seu desenvolvimento é extremamente lento, com inicio na infância através do aparecimento de estrias de gordura na aorta. Entre os 20 aos 29 anos a maioria das pessoas apresenta algum grau de estrias gordurosas coronarianas, não importando raça ou sexo.3 Apesar desse estágio inicial não ser prejudicial e ser potencialmente reversível a progressão para placas fibrosas e lesões mais avançadas frequentemente conduz a um estado crítico em que a doença clínica aparece, essa progressão se inicia entre os 20 aos 29 anos.3 Considerando a importância do caráter preventivo contra a aterosclerose, a American Hearth Association (AHA) definiu 7 critérios para saúde cardiovascular ideal na população, para prevenir as mortes por essa causa, compreendendo que a prevenção através da eliminação de fatores de risco e hábitos saudáveis tem maior impacto na prevenção de mortes do que o tratamento farmacológico para as doenças crônicas ligadas as doenças cardiovasculares, como a hipercolesterolemia, diabetes e hipertensão.4 Nosso estudo pretende verificar a prevalência dos fatores de risco, bem como de prevenção nessa faixa etária em que se inicia a progressão para placas fibrosas e lesões mais avançadas, entre os 20 e 29 anos, sendo portanto essencial à prevenção nesse período. Pretende também verificar se o contato dos alunos, com informações sobre a importância da prevenção, para as doenças crônicas, durante o curso de Medicina, tem algum impacto positivo nos seus indicadores de saúde, bem como verificar a qualidade de vida desses estudantes.

Objetivo Geral

Gerais: Determinar, nos estudantes do ciclo teórico de medicina de Pelotas, das universidades UCPel e UFPel, a prevalência dos critérios definidos pela AHA como saúde cardiovascular ideal, em que se considera como fatores e hábitos ideais: níveis séricos de colesterol e de glicemia, pressão arterial, tabagismo, índice de massa corporal (IMC), atividade física e padrão dietético que promova a saúde.4 E também de outros dois fatores de risco para aterosclerose: o consumo acima do moderado de álcool e a historia familiar de doença coronariana precoce. 5 Esses fatores serão analisados individualmente, como em conjunto para definir a prevalência de saúde cardiovascular ideal, segundo a AHA, na amostra. Também pretendemos verificar possíveis variáveis que podem estar relacionadas a esses fatores e se a presença de historia familiar de doença CV precoce tem alguma influência nos resultados. Correlacionar prevalência dos fatores de acordo com o semestre, à universidade e ao sexo dos alunos. Avaliar a qualidade de vida dos estudantes, correlacionando com os outros indicadores e com distância da cidade de origem.



Específicos:

Determinar a prevalência de

-Atividade física

-Valores de pressão arterial

-Nível sérico de colesterol total

-Nível sérico de glicemia de jejum

-IMC

-Padrão dietético que promova a saúde

-Tabagismo

-Consumo acima do moderado de álcool

-Consumo pesado de álcool

-Historia familiar de doença coronariana precoce

-Qualidade de vida

-Distância da cidade de origem

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNO ANDRADE DE SOUSA401/12/201601/07/2017

Página gerada em 22/11/2019 15:55:42 (consulta levou 0.078334s)