Nome do Projeto
Modulação gênica, endócrina e celular em vacas submetidas à prolongada exposição a estrógeno
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
03/10/2016 - 30/10/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Resumo
Hormônios esteroides como estradiol (E2) e progesterona (P4) são fundamentais para o estabelecimento da gestação, sendo metabolizados de forma acelerada em vacas com alta produção leiteira. Fisiologicamente, o desenvolvimento final dos ductos e do sistema lóbulo-alveolar das glândulas mamárias exige a presença simultânea de E2 e P4, que são liberados naturalmente pelos ovários e pela placenta na gestação. A administração exógena destes hormônios pode ocasionar indução de lactação em vacas com alto potencial para produção de leite, que não estejam gestando devido a problemas reprodutivos. Problemas reprodutivos são frequentes em vacas com metabolismo acelerado, podendo resultar em seu descarte. A exposição a estes hormônios é capaz de modular a função reprodutiva, permitindo que vacas submetidas à indução de lactação retomem sua atividade reprodutiva em ciclos reprodutivos subsequentes. Entretanto, não há estudos que avaliem os mecanismos através dos quais os protocolos de indução da lactação modulam as funções do eixo hipotálamo-hipófise, ovários e útero. Neste sentido, é importante a caracterização de vários processos: o perfil endócrino durante proestro/estro e o diestro, em vacas antes e após o tratamento com estrógeno; o efeito da exposição ao estrógeno sobre respostas inflamatórias em nível uterino; a expressão de genes e as rotas de sinalização relacionados à fertilidade no útero de vacas submetidas a longos períodos de exposição ao estrógeno; e as mudanças no trascriptoma uterino de vacas antes e depois da exposição ao estrógeno. O objetivo deste trabalho foi determinar as modulações uterinas, ovarianas e endócrinas em vacas submetidas a longos períodos de exposição ao estrógeno.

Objetivo Geral

Determinar as modulações uterinas, ovarianas e endócrinas em vacas submetidas a longos períodos de exposição ao estrógeno.
Determinar o perfil endócrino durante o proestro/estro e o diestro de vacas antes e após o tratamento com estrógeno
Comparar o ambiente folicular pré-ovulatório em vacas antes e depois do tratamento com estrógeno
Avaliar o efeito da exposição ao estrógeno sobre a resposta inflamatória uterina
Avaliar a expressão de genes e as rotas de sinalização relacionados à fertilidade no útero de vacas submetidas a longos períodos de exposição ao estrógeno
Descrever as mudanças globais no trascriptoma uterino de vacas antes e depois da exposição ao estrógeno

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ARNALDO DINIZ VIEIRA103/10/201630/10/2018
BERNARDO GARZIERA GASPERIN103/10/201630/10/2018
CRISTINA SANGOI HAAS103/10/201630/10/2018
FERNANDO CAETANO DE OLIVEIRA103/10/201630/10/2018
HENRIQUE SCHNEIDER PESTANO103/10/201630/10/2018
NATHALIA WACHOLZ KNABAH1201/08/201731/07/2018
SERGIO FARIAS VARGAS JÚNIOR403/10/201630/10/2018
VITÓRIA GASPERIN GUAZZELLI COSTA103/10/201630/10/2018

Página gerada em 16/06/2019 16:07:52 (consulta levou 0.086342s)