Nome do Projeto
Regionalização de vazões mínimas para o Estado do Rio Grande do Sul utilizando análise estatística multivariada
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/06/2017 - 20/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Sanitária - Planejamento Integrado dos Recursos Hídricos
Resumo
A crescente demanda de água para atender os seus diversos usos tem contribuído para o aumento de seu consumo, assim como o conflito entre usuários em diferentes regiões do Brasil. A maioria dos conflitos pelo uso da água decorre da falta de planejamento e gestão de recursos hídricos, a qual está intimamente ligada à inexistência de informações que associem as vazões já outorgadas com a atual disponibilidade hídrica. A disponibilidade hídrica em uma determinada bacia hidrográfica pode ser representada pelas vazões médias e mínimas, sendo elas responsáveis pela preservação das condições naturais do sistema. As vazões mínimas necessitam de especial atenção, pois é nos períodos de sua ocorrência que a disponibilidade de água é considerada crítica para atender todas as suas demandas. As vazões mínimas Q90 e Q95 representam a vazão de permanência em 90% ou 95% do tempo, respectivamente, as quais servem de referência para o processo de outorga de direito de uso dos recursos hídricos. A determinação dessas vazões mínimas somente é possível através da coleta de dados das estações fluviométricas, contudo, essas não contemplam toda a hidrografia. A regionalização de vazões é um processo de transferência de informações hidrológicas dentro de uma determinada região considerada hidrologicamente homogênea, com o objetivo de suprir a carência de dados em locais com pouca ou nenhuma informação (TUCCI, 2002). Considerando o atual planejamento e a gestão dos recursos hídricos, o aprimoramento das técnicas de regionalização adquire um papel importante, em virtude de melhor estimar as vazões nos cursos d'água e garantir maior confiabilidade e segurança na utilização dos modelos de regressão, principalmente nas zonas de extrapolação das equações de regionalização. Pruski et al. (2012), evidenciaram melhor desempenho estatístico quando utilizaram variáveis mais explicativas no processo de formação de vazões. Segundo os autores, a utilização de mais variáveis explicativas tende a melhorar a regionalização e diminuir o risco associado à utilização dos modelos de regressão para além dos limites dos dados amostrais. As análises estatísticas multivariadas podem auxiliar expressivamente na realização dos estudos de regionalização hidrológica, reduzindo o tempo de processamento da base de dados e aumentando a confiabilidade dos resultados obtidos (ELESBON et al., 2015).

Objetivo Geral

O projeto proposto tem como objetivo geral regionalizar as vazões mínimas Q90 e Q95, de referência para os processos de outorga, no Estado do Rio Grande do Sul, aplicando técnicas estatísticas multivariadas a partir de um conjunto de dados contendo variáveis fisiográficas: área de drenagem – Ad, perímetro – P, maior distância percorrida pela água – L, comprimento total dos cursos d’água – ∑L, e declividade média – SL na bacia e precipitação total anual – Pa.

Os objetivos específicos do projeto são:

• Verificar se as estações fluviométricas e pluviométricas localizadas no Estado do Rio Grande do Sul apresentam tendência temporal nos dados.
• Verificar a aplicabilidade da análise estatística multivariada na delimitação de regiões hidrologicamente homogêneas no Estado do Rio Grande do Sul.
• Identificar quais variáveis fisiográficas da bacia hidrográfica possuem mais interferência nas regiões homogêneas e, consequentemente, na estimativa das vazões mínimas no estado.
• Identificar por meio de regressões múltiplas, o melhor modelo de regionalização para cada região hidrologicamente homogênea.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARINA KRÜGER BORK2001/06/201720/12/2018
LUISA BARBOSA PINTO DA SILVA1001/10/201707/03/2018
MYLENA FEITOSA TORMAM1201/08/201730/06/2018
SAMUEL BESKOW201/06/201720/12/2018

Página gerada em 24/01/2021 10:26:31 (consulta levou 0.082592s)