Nome do Projeto
Hipertensão arterial sistêmica e excesso de peso em aplicadores de agrotóxicos da fumicultura de São Lourenço do Sul, RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2017 - 28/02/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Resumo
Motivação: A cultura do fumo tem grande importância econômica para o Brasil e principalmente para os municípios do sul. Em São Lourenco do Sul, quatro mil famílias estão envolvidas na fumicultura. Há no Brasil, o controle da fumicultura pelas fumageiras, através do Sistema Integrado de Produção, com forte exigência para produção de fumo de qualidade. Neste sistema, os fumicultores recebem insumos para produção se fidelizada à indústria, com preços pré-estabelecidos. A hipertensão arterial e excesso de peso são importantes agravos de saúde. entretanto, há uma escassez de estudos sobre a prevalência e os fatores associados à hipertensão arterial e excesso de peso em populações rurais, especialmente àqueles ocupacionais. A fumicultura por ser pouco mecanizada com atividades que exige esforço físico, além de constante exposição aos agrotóxicos e nicotina, pode estar influenciando no desenvolvimento da hipertensão arterial. A adoção de hábitos urbanos, como consumo de produtos processados, pode configurar-se como risco para o excesso de peso. Objetivos: Descrever o processo de trabalho na fumicultura e determinar a prevalência e fatores associados à hipertensão arterial e ao excesso de peso nos aplicadores de agrotóxicos de São Lourenço do Sul. Métodos: Estudo transversal com 492 aplicadores de agrotóxico realizado em outubro de 2010. O questionário abordou variáveis socioeconômicas, demográficas, comportamentais, do processo de trabalho, uso de agrotóxicos e de problemas de saúde. A hipertensão arterial foi definida PAS>=140 e ou PAD>=90 mmHg e o excesso de peso, IMC: >= 25 Kg/m2 . Relevância: A avaliação da prevalência de HAS e do excesso de peso nos aplicadores de agrotóxicos da fumicultura é especialmente relevante considerando a escassez de estudos sobre este tema na população rural brasileira. Além disso, a investigação dos fatores associados a estes agravos na fumicultura, são importantes especialmente no contexto intensa exposição química ocupacional não somente a agrotóxicos como também à nicotina.

Objetivo Geral

Objetivo Geral

Avaliar a prevalência e fatores associados à HAS e o excesso de peso entre os
aplicadores de agrotóxicos na fumicultura.

Objetivos Específicos


Avaliar a prevalência de HAS em aplicadores de agrotóxico na fumicultura.
􀁸 Avaliar a associação entre os fatores sócio-demográficos e a HAS.
􀁸 Avaliar a associação entre comportamento de risco (alcoolismo e tabagismo) e HAS.
􀁸 Avaliar a associação entre excesso de peso e HAS.
􀁸 Avaliar a associação entre intoxicação aos agrotóxicos e HAS
􀁸 Avaliar associação entre a Doença da folha verde e HAS.
􀁸 Avaliar a associação entre as tarefas na fumicultura dos aplicadores de agrotóxico e a
HAS.
Avaliar a prevalência de excesso de peso entre os aplicadores de agrotóxicos na
fumicultura.
􀁸 Avaliar a associação entre os fatores sócio-demográficos e o excesso de peso.
􀁸 Avaliar a associação entre comportamento de risco (alcoolismo e tabagismo) e o
excesso de peso.
􀁸 Avaliar a associação entre intoxicação aos agrotóxicos e o excesso de peso.
􀁸 Avaliar a associação entre a doença da folha verde e o excesso de peso.
􀁸 Avaliar a associação entre as tarefas na fumicultura dos aplicadores de agrotóxico e o
excesso de peso.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANA MARCHON ZAGO410/12/201428/02/2017
NADIA SPADA FIORI101/03/201728/02/2018
RODRIGO DALKE MEUCCI110/12/201428/02/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 149.910,00

Página gerada em 17/10/2019 12:32:48 (consulta levou 0.094313s)