Nome do Projeto
ARQUITETURA ESCOLAR PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL: avaliação do desempenho socio-ambiental e termoenergético das novas creches municipais de Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2017 - 30/09/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Resumo
Este projeto está vinculado a projeto de pesquisa ARQUITETURA ESCOLAR PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL: abordagem transdisciplinar para a avaliação e a concepção de creches para a Prefeitura Municipal de Pelotas e Região Sul do Rio Grande do Sul contemplado com bolsa de Professor Visitante Nacional Sênior da Capes. A pesquisa será realizada em parceria com docentes e alunos do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (PROGRAU) da FAUrb/UFPel tendo como objeto de estudo o conjunto de 15 (quinze) novas Escolas Municipais de Educação Infantil – projeto-padrão desenvolvido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC), Programa ProInfância (PAC2). A pesquisa visa entrelaçar a experiência do prof Paulo Rheingantz em torno da Arquitetura e da Qualidade do Lugar para a Educação Infantil com a expertise do LABCEE com a avaliação termoenergética dos edifícios. Para avaliar o desempenho socio-ambiental das novas EMEIs, serão adotadas as recomendações do documento de referência da Coordenação Geral de Educação Infantil (COEDI) da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação (MEC) Parâmetros de Infra-estrutura para as Instituições de Educação Infantil (BRASIL 2006) de autoria dos pesquisadores do grupo Ambiente-Educação (GAE/UFRJ) . Em paralelo, será avaliado o desempenho termoenergético das novas EMEIs existentes. Uma vez concluídas as duas avaliações, seus resultados serão cruzados em busca de recomendações e parâmetros específicos para a concepção, reforma, manutenção e uso das EMEIs da rede municipal de Pelotas. Além de contribuir para fortalecer a inserção social e regional da UFPEL, a pesquisa se configura como uma possibilidade de explorar alternativas para a melhoria da qualidade e do desempenho socio-ambiental e termoenergético das EMEIs de Pelotas, seja na superação das limitações e inadequações de uma concepção que pouco explora o potencial educador do ambiente natural ou construído; seja na superação de uma concepção de arquitetura escolar naturalizada pela falta de questionamento sobre as necessidades de relacionar a concepção e a organização dos seus ambientes em função das práticas pedagógicas e das atuais demandas sociotécnicas que torna as escolas brasileiras quase idênticas ao longo do tempo e do espaço.

Objetivo Geral

Avaliar a qualidade, a adequação socio-ambiental e o desempenho termoenergético das novas 15 (quinze) unidades das Escolas Municipais para Educação Infantil (EMEIs) do Programa ProInfância (MEC) – projeto-padrão elaborado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC) – e contratadas pela Prefeitura Municipal de Pelotas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA VIVEIROS RONCA1201/08/201531/07/2016
ANTONIO CESAR SILVEIRA BAPTISTA DA SILVA103/08/201531/07/2016
BRUNA ROGOVSKI1201/08/201631/07/2017
CAROLINA DE MESQUITA DUARTE1216/09/201631/07/2017
Carolina Machado Beltrame1216/09/201631/07/2017
FRANCIÉLE PETRI DE FREITAS1807/11/201731/07/2018
LUIZA COELHO QUINTANA2001/08/201730/09/2018
LUIZA COELHO QUINTANA1201/08/201631/07/2017
THALITA DOS SANTOS MACIEL1201/08/201731/07/2018
THALITA DOS SANTOS MACIEL1201/10/201631/07/2017
VIVIANE MULECH RITTER1201/08/201631/07/2017

Página dinâmica gerada em 0.112140s.