Nome do Projeto
PREVALÊNCIA DE ALTERAÇÕES EM TECIDOS MOLES BUCAIS EM CRIANÇAS INTERNADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO FEDERAL
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
20/03/2017 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Resumo
A odontopediatria está cada vez mais atuando no tratamento de crianças hospitalizadas, recomendando que haja uma atenção especial à condição bucal das mesmas, uma vez que as alterações na boca também podem interferir na saúde geral dessas crianças. Dessa forma, o objetivo deste estudo é estabelecer a prevalência de alterações de tecidos moles bucais encontradas em crianças internadas nos setores de pediatria e unidade de terapia intensiva neonatal do Hospital Escola HE/UFPel. Serão incluídas crianças internadas nos cenários propostos, sem limite de idade, que estiverem internadas nos dias em que as residentes do curso de Odontologia do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção à Saúde da Criança do HE/UFPel estiverem presentes no período de fevereiro a dezembro de 2017. Serão excluídas as crianças cujos exames bucais não puderem ser feitos por falta de colaboração da criança para o mesmo. Esta pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas sob parecer de nº 1.639.674. Para a identificação das alterações de tecidos moles, será realizado um treinamento das residentes, empegando fotografias clínicas, que realizarão os exames da cavidade bucal de cada paciente. Os dados sociodemográficos (nome, sexo, idade) e a história médica (motivo da internação, medicação administrada) serão obtidos a partir do prontuário médico e registrados em ficha específica elaborada para a pesquisa. Os exames obedecerão a uma sequência padronizada proposta pela Organização Mundial da Saúde (WHO, 1980) e os critérios clínicos de diagnóstico e nomenclatura das alterações de mucosa serão os propostos por Neville et al. (2009). Com a finalidade de registro e inclusão na pesquisa, serão consideradas as alterações da mucosa bucal de acordo com a classificação de Laskaris (20000). Será realizado registro fotográfico utilizando câmera de celular. Será feito um treinamento para padronização da tomada fotográfica, a fim de aprimorar a imagem e facilitar o diagnóstico da alteração. Posteriormente, a foto será enviada para um docente especialista na área com o objetivo de confirmar o diagnóstico clínico. Em casos de dúvida, a criança será encaminhada para o Centro de Diagnóstico de Doenças da Boca (CDDB – UFPel). Os dados serão tabulados em planilha do Microsoft Excel e analisados por estatística descritiva.

Objetivo Geral

Estabelecer a prevalência de alterações de tecidos moles bucais encontradas em crianças hospitalizadas.
Elaborar um manual para consulta, contendo ilustrações de lesões, descrição e conduta terapêutica.



2.2 ESPECÍFICO



Realizar exame bucal detalhado nas crianças internadas.
Fotografar as alterações de tecidos moles bucais encontradas.
Registrar em prontuário específico da pesquisa os dados gerais, de internação e da alteração encontrada.
Estabelecer a conduta a ser tomada após estabelecido o diagnóstico da alteração.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CAROLINA UCHOA VASCONCELOS120/03/201731/12/2018
ANDRESSA DA SILVA ARDUIM220/03/201731/12/2018
THAYS TORRES DO VALE OLIVEIRA420/03/201731/12/2018

Página gerada em 25/01/2021 20:24:15 (consulta levou 0.088852s)