Nome do Projeto
Identificação e epidemiologia das doenças de azevém (Lolium multiflorum) e estratégias de manejo com silício e Trichoderma spp.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2017 - 31/07/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fitopatologia
Resumo
O azevém é considerado uma das pastagens mais importantes para o gado na região Sul do Brasil por suas propriedades genéticas, fisiológicas e nutricionais. Porém, atualmente é ameaçada por fatores abióticos e bióticos que causam doenças e que reduzem a oferta de biomassa em quantidade e qualidade. Patógenos que afetam a produção desta pastagem não têm sido estudados em função dos danos e perdas que podem causar, portanto, são subestimados convertendo-se em um risco potencial que ameaça a produção e a economia. No azevém, praticamente inexistem medidas de controle testadas, não obstante, as demandas globais exigem medidas sustentáveis, ecológicos e de baixo risco para a saúde humana. O uso de silício (Si) e do fungo Trichoderma spp. tem sido duas alternativas para o controle de doenças, porque favorecem a resistência das plantas ao ataque de patógenos de múltiplas formas, além disso seus efeitos de amplo espectro, durável e não proporcionam riscos elevados. Assim, neste projeto é proposto estudar a etiologia e epidemiologia das doenças de azevém (Lolium multiflorum) e avaliar o potencial do Si e Trichoderma spp. no manejo destas doenças. Para tal, propomos realizar a identificação morfológica e molecular dos principais patógenos do azevém em diferentes regiões do Sul do Brasil, a quantificação da intensidade da doença e dos seus danos. Como estratégias de manejo serão avaliados a intensidade de pastejo e a aplicação de Si no solo e Trichoderma spp. nas sementes para quantificar seu efeito na redução das doenças da cultura.

Objetivo Geral

-Determinar e identificar os patógenos associados às doenças nas plantas e sementes de azevém no Sul do Brasil.
-Construir curvas de progresso das doenças em função dos estádios de desenvolvimento da cultura para identificar as fases de maior vulnerabilidade.
-Quantificar intensidade (incidência e severidade) e os danos das doenças causados pelos patógenos em plantas e sementes de azevém em diferentes esquemas de manejo.
-Determinar a influência do número cortes ou a época de retirada dos animais em áreas sob pastejo na incidência e severidade das doenças com ocorrência natural.
-Quantificar a incidência e severidade das doenças em lavouras de azevém com aplicação de silício ou Trichoderma spp.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALFONSO DANIEL VICTORIA ARELLANO2001/08/201728/02/2020
ANDRÉ DA SILVA SOUZA ALVES2001/02/202031/07/2020
GUSTAVO MARTINS DA SILVA101/08/201731/07/2021
GUSTAVO MARTINS DA SILVA101/08/201731/07/2021
LUANA GERI MOREIRA2001/08/201931/01/2020
TAILINE MANSKE HOLZ1201/08/201731/07/2018
THOMAS NATALI MORELLO101/08/201731/07/2018

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
EMBRAPAR$ 20.000,00

Página gerada em 23/01/2021 20:30:04 (consulta levou 0.080398s)