Nome do Projeto
O Pampa Negro: Arqueologia da Escravidão na Região Meridional do Rio Grande do Sul (1780-1888)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
23/02/2018 - 23/02/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Resumo
Este projeto pretende instituir uma linha de pesquisa em Arqueologia da escravidão na região meridional do Rio Grande do Sul, mais especificamente, na cidade de Pelotas. A meta é lançar os primeiros alicerces para estruturar estudos arqueológicos ulteriores. Erigir trabalhos basilares para entabular diálogos com as pesquisas historiográficas nacionais, locais e da região platina sobre a temática e que, ademais, se insiram nos quadros internacionais da Arqueologia da escravidão. Para tanto, realizar-se-á um levantamento exaustivo de fontes escritas, iconográficas e materiais, abundantes e parcialmente exploradas nos arquivos e sítios históricos de Pelotas e região. Por outra, tratar-se-á, num primeiro momento, de compulsar a documentação disponível em Pelotas, cidade onde se utilizou largamente, desde o final do século XVIII, mão-de-obra escrava de origem africana. As marcas do trabalho e das ações sociais dos escravos ainda se inscrevem na paisagem arqueológica contemporânea da cidade. Mapeá-las e entender os contextos sociais e culturais de atuação dos escravos na região Meridional do Rio Grande do Sul é o objetivo principal desse projeto. Tratar-se-á, ainda, de trabalhar com as comunidades quilombolas, numa perspectiva da arqueologia comunitária. Realizar levantamento de sítios e escavações arqueológicas nas áreas quilombolas. Além disso, escavar os sítios charqueadores, especialmente os relacionados ao Passo dos Negros e à antiga Estância da Palma. E, como todo projeto, pretende-se divulgar os resultados da pesquisa em periódicos e livros, nacionais e internacionais. Realizar também, nesse quesito, projetos de conservação dos sítios arqueológicos, bem como musealização da cultura material revelada pelas escavações. Será importante, ainda, a orientação de TCCs, dissertações e teses, no âmbito da graduação em Antropologia e dos programas de pós-graduação do Instituto de Ciências Humanas da UFPEL.

Objetivo Geral

Objetivos Gerais
a) Lançar os primeiros trabalhos arqueológicos sobre a escravidão em Pelotas, visando a entender os contextos sociais e culturais das ações dos escravos;
b) A partir de fontes documentais e bibliográficas, mapear arqueologicamente a distribuição espacial das redes de propriedades em Pelotas, visando a entender a organização cultural e política da paisagem do mundo escravista local;
c) Iniciar, a partir dos primeiros resultados da pesquisa, diálogos com as historiografias nacional, local e platina sobre a escravidão, e, ademais, com as discussões internacionais em Arqueologia da escravidão.

Objetivos Específicos

a) Pesquisa em arquivos e nas fontes de época:
• Ler cronistas e naturalistas que escreveram sobre a região Meridional do Rio Grande do Sul, para compor banco de dados sobre as descrições das propriedades rurais e informações diversas sobre o mundo escravista;
• Elaborar banco de dados sobre as propriedades rurais de Pelotas, contemplando informações sobre os proprietários, escravos, trabalhadores livres, produção econômica anual, dieta alimentar, itens de cultura material etc;

b) Pesquisa de campo arqueológica:
• Realizar prospecções na rede de propriedades rurais de Pelotas, levantando dados arqueológicos, cartográficos e topográficos;
• Definir, a partir da pesquisa histórica e arqueológica, três propriedades para escavar: uma de pequeno porte, outra de porte médio e uma grande propriedade, visando a entender os diferentes modelos de escravidão empregados em cada uma delas;
• Elaborar banco de dados e curadoria dos itens de cultura material revelada pelas escavações.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXANDRE NUNES SILVEIRA LIMA JUNIOR1201/08/201431/07/2015
ANELIZE MOREIRA SANTANA223/02/201823/02/2019
ANELIZE MOREIRA SANTANA1201/08/201331/07/2014
ELIS ESTHER MEZA PEÑA223/02/201823/02/2019
LINO JOSÉ ZABALA RUIZ223/02/201823/02/2019
LINO JOSÉ ZABALA RUIZ1201/08/201731/07/2018
NATÁLIA JUNQUEIRA BOTELHO DE AZEVEDO1201/08/201631/07/2017
SARA TEIXEIRA MUNARETTO4023/02/201823/02/2019
SUSANA DOS SANTOS DODE1201/08/210301/08/2103
SUSANA DOS SANTOS DODE1201/10/201231/07/2013
VICTÓRIA FERREIRA ULGUIM1201/08/201531/07/2016
VICTÓRIA FERREIRA ULGUIM1201/03/201431/07/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 50.000,00

Página gerada em 27/01/2023 09:16:10 (consulta levou 0.042773s)