Nome do Projeto
Consumo energético da irrigação no Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/05/2018 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Resumo
A agricultura irrigada apresenta o potencial de produtividade de 2,5 a 3 vezes superior ao de áreas não irrigadas. Assim ocorre uma expansão importante nesta atividade agrícola, de forma que nos últimos 10 anos a área irrigada subiu de 4,5 para 6 milhões de hectares no Brasil. Entre os estados da federação, o Rio Grande do Sul é que apresenta a maior área irrigada do país, seguido por São Paulo e Minas Gerais. As instituições governamentais tem oferecido incentivos a adoção da irrigação, visando elevar a produtividade e produção dos cultivos. Desta forma linhas de financiamento tem oportunizado a compra e instalação de equipamentos que permitem aos produtores irrigar seus cultivos. No entanto a irrigação depende de dois insumos básicos: água e energia. O Brasil enfrenta nos últimos anos uma crise energética que tem ocasionado a cobrança de bandeiras tarifárias especialmente nos meses de verão, o que provoca um aumento no custo da irrigação. Assim este trabalho é proposto com a finalidade de estudar o custo energético da irrigação no Rio Grande do Sul, sob diferentes sistemas de irrigação, diferentes estruturas tarifárias, para diferentes lâminas aplicadas e com incidência, ou não de bandeiras tarifárias. Será utilizada a metodologia de levantamento de informações e simulação de utilização de equipamentos de irrigação nas diferentes combinações de fatores propostos. Serão utilizados dados reais, oriundos de fabricantes , com base em projetos executados. As informações sobre tarifas serão extraídas das distribuidores de energia (AES SUL e CEEE- Companhia Estadual de Energia Elétrica). Este trabalho apresenta como meta a geração de informação a ser disponibilizada aos produtores, técnicos, estudantes e meio acadêmico.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
Avaliar o consumo energético para diferentes métodos de irrigação no Rio Grande do Sul.

Objetivos específicos:
Para áreas irrigadas no RS, sob diferentes métodos, pretende-se:
 - Identificar a potência ativa e instalada, por unidade de área irrigada.
 - Identificar a variabilidade de consumo energético para diferentes lâminas aplicadas por ciclo de irrigação.
 - Identificar a variabilidade do custo da irrigação frente a diferentes estruturas tarifárias.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JOÃO VICTOR LEMOS DA SILVA201/05/201831/12/2018
JUCIANO GABRIEL DA SILVA201/05/201831/12/2018
LUCAS SOUZA VIEGAS130/04/201630/04/2018
LUIS CARLOS TIMM130/04/201630/04/2018
OSVALDO RETTORE NETO230/04/201630/04/2018
RÓGER NÖRNBERG GONÇALVES1201/08/201731/07/2018
SABRINA HEUERT201/05/201831/12/2018
VITOR EMANUEL QUEVEDO TAVARES130/04/201630/04/2018
WENDELL ANTUNES DA SILVA130/04/201630/04/2018

Página gerada em 23/09/2020 00:13:15 (consulta levou 0.083966s)