Nome do Projeto
Desenvolvimento de Métodos para a Determinação Elementar em Cosméticos e em Amostras de Composição Inorgânica
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/09/2017 - 31/08/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Química
Resumo
Os produtos de maquiagem, geralmente, apresentam em sua constituição óxidos de metais, os quais são responsáveis por conferir cor a estes produtos. Além disso, os pigmentos empregados nas maquiagens podem conter como impurezas elementos tóxicos, como arsênio, níquel e chumbo. Cada um destes elementos possui toxicidade e limite máximo de exposição específicos. Entretanto, apesar de, na maioria dos casos, haver a necessidade de exposição a altas doses destes elementos para que sejam produzidos efeitos deletérios ao organismo humano, a toxicidade em consequência de exposições crônicas a pequenas quantidades destes elementos, deve ser considerada. Desta forma, diferentes métodos envolvendo a dissolução ou digestão ácida das amostras têm sido empregados para o controle de qualidade de produtos cosméticos, bem como das suas matérias-primas. Todavia, dada a complexidade da matriz da amostra, cabe destacar que estes métodos são passíveis a alguns erros. Assim, novos métodos para a análise destes produtos devem ser estudados, visando a determinação simultânea de elementos em baixas concentrações. Neste sentido, métodos de preparo de amostras promissores são a combustão iniciada por micro-ondas (MIC) e a decomposição assistida por radiação micro-ondas e ultravioleta (MW-UV-AD). A MIC tem demonstrado bons resultados com relação à decomposição total da matéria-orgânica, assim, os digeridos resultantes deste método, geralmente, são adequados a técnicas suscetíveis a interferências, como a ICP-MS. A MW-UV-AD apresenta como principais vantagens a possibilidade do uso de soluções ácidas diluídas, bem como a eficiência de decomposição de matrizes complexas. Com relação a determinação de elementos traços em amostras inorgânicas é importante salientar que esta também se trata de um desafio, tendo em vista as dificuldades inerentes ao preparo desse tipo de amostra e as limitações dos métodos comumente empregados para este fim. Nesse sentido, a MIC pode constituir uma alternativa para o preparo de amostras com elevados teores de matéria inorgânica, para a subsequente determinação de analitos (metais e/ou não metais) que possam ser volatilizados a partir da amostra durante o processo de combustão. Esse método apresenta com vantagem, quando comparado a métodos que envolvem a dissolução das amostras, a possibilidade de separar as espécies volatilizadas do restante da matriz, minimizando as interferências durante a etapa de determinação.

Objetivo Geral

Desenvolver métodos analíticos viáveis para a determinação de elementos em nível de traço em cosméticos, principalmente em produtos usados como maquiagem e amostras de composição inorgânica, bem como avaliar a ocorrência de variações nas concentrações destes elementos em diferentes marcas dos produtos avaliados.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANGELICA DE AVILA MARTINS1201/01/201931/07/2019
CARLA DE ANDRADE HARTWIG209/08/201831/08/2021
CARLA DE ANDRADE HARTWIG201/09/201708/08/2018
DIOGO LA ROSA NOVO1001/09/201731/08/2021
FILIPE SOARES RONDAN1001/09/201731/08/2021
GILBERTO DA SILVA COELHO JUNIOR1001/09/201731/08/2021
JANAÍNA DO ROSÁRIO BRUM1201/08/201831/12/2018
JANAÍNA DO ROSÁRIO BRUM601/09/201731/07/2018
JULIA EISENHARDT DE MELLO1001/09/201731/08/2021
NATÁLIA JORGE BIELEMANN601/09/201731/08/2021
RODRIGO MENDES PEREIRA1001/09/201731/08/2021
ROMINA PATRÍCIA FONSECA MOREIRA2001/05/201931/07/2020
VANIZE CALDEIRA DA COSTA1001/09/201731/08/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 50.000,00
PROAPR$ 2.950,00

Página gerada em 09/12/2019 21:58:33 (consulta levou 0.077861s)