Nome do Projeto
Modelagem hidrogeológica do Sistema Aquífero Serra Geral no Distrito Mineiro de Ametista do Sul, Rio Grande do Sul.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
25/05/2017 - 24/05/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Hidrogeologia
Resumo
Na região do Distrito Mineiro de Ametista do Sul as subterrâneas do Sistema Aquífero Serra Geral (SASG) assumiram um papel alternativo às águas superficiais, não apenas pela qualidade, mas pela elevada produtividade dos poços na região. Apesar da importância dessas águas na região, para abastecimento doméstico e para uso na extração a úmido de geodos de ametista, estudos hidrogeológicos são restritos e modelagens de fluxos subterrâneos inexistentes. No Distrito Mineiro de Ametista do Sul, as rochas vulcânicas da Formação Serra Geral possuem além de estruturas de origem ígnea e tectônica, fraturas de origem hidrotermal, conhecidas localmente como Tabatinga que são responsáveis por vazões significativas de águas subterrâneas. Devido conjuntura particular da região que é cortada por dezenas de galerias é possível mapear em caráter pioneiro as descontinuidades de diversas naturezas principalmente no derrame produtor Veia Alta. Além disso o projeto visa inventariar os poços tubulares da região e com base em parâmetros hidráulicos (condutividade hidráulica, recarga, porosidade efetiva, níveis de água das condições de contorno e outros) realizar simulações geoestatístacas a serem usadas nas modelagens de fluxo. O projeto, portanto visa realizar a modelagem de fluxo de águas subterrâneas na região com base em mapeamento de detalhe e simulaçãoes geoestatísticas de parâmetros hidráulicos considerando os aspectos hidrogeológicos únicos da região.

Objetivo Geral

O projeto tem como objetivo principal realizar a modelagem hidrogeológica do Sistema Aquífero Serra Geral na região do Distrito Mineiro de Ametista do Sul com base em mapeamento estrutural e geoestatística. Os objetivos específicos são: 1) Realizar a caracterização e quantificação das estruturas condicionantes de fluxo através do mapeamento estrutural de detalhe no interior de galerias subterrâneas utilizadas para extração de ametista. 2) Realizar o mapeamento geológico-estrutural em áreas específicas do distrito mineiro e confeccionar um mapa geológico e um mapa hidrogeológico da área. 4) Realizar simulações geoestatísticas com parâmetros hidráulicos da água subterrânea.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ARIANE SALES SILVA425/05/201724/05/2019
ARTHUR COSTA CERQUEIRA825/05/201724/05/2019
DIEGO SEBASTIAN RICCI MORTEO825/05/201724/05/2019
THALES SEBBEN PETRY425/05/201724/05/2019

Página gerada em 16/10/2021 12:50:54 (consulta levou 0.043554s)