Nome do Projeto
Mulher e Profissional do Sexo: Considerações sobre Prostituição, Saúde, Trabalho e Terapia Ocupacional
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
20/06/2017 - 31/10/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Resumo
A pesquisa tem como objetivo discutir questões pertinentes percepção e acesso à assistência e saúde, trabalho e ciência de profissionais do sexo a respeito da profissão da terapia ocupacional na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul. A metodologia consiste em uma pesquisa descritiva exploratória, com amostra por conveniência formada por profissionais do sexo maiores de dezoito anos, atuante e residentes na cidade de Pelotas, e com mais de seis meses de atuação na profissão. Serão utilizados levantamento e coleta de dados (observação) de estudo tipo transversal, por meio de observação direta e questionário semiestruturado com perguntas abertas e fechadas, construído pela graduanda através da utilização de questionários já utilizados em outras pesquisas do gênero. O objetivo da pesquisa é identificar as necessidades específicas das profissionais do sexo e partir disto identificar as condições de trabalho, se estão cientes sobre a regularização da profissão através da Classificação Brasileira de Ocupações e acesso aos serviços de saúde, principalmente os oferecidos às mulheres. Além de analisar se há conhecimento por parte destas profissionais sobre a terapia ocupacional e a possível atuação deste profissional no contexto destas profissionais do sexo. Os resultados serão expostos por meio de citações no corpo do texto conforme forem surgindo, se forem comuns a mais de uma participante serão expostas por meio de porcentagem na tabela. Podendo assim caracterizar mais detalhadamente as participantes da pesquisa. Os resultados esperados são a baixa procura pelos serviços de saúde, a inexistência de uma rede de apoio a profissional do sexo, seja ela na área da saúde e/ou trabalho, o desconhecimento acerca da regularização da profissão, sobre a profissão do terapeuta ocupacional e sua atuação junto a mulher profissional do sexo.

Objetivo Geral

Geral:
Investigar a relação das profissionais do sexo com sua profissão, família, sociedade, serviço de saúde e identificação destas mulheres na rede de apoio oferecida a estes profissionais.

Específicos

Identificar as necessidades específicas das profissionais do sexo no município
de Pelotas, Rio Grande do Sul, e a partir desta identificação, traçar a relação entre a rede de apoio oferecida à estas profissionais, condições de trabalho, se estão cientes sobre a regularização da profissão através da Classificação Brasileira de Ocupações e acesso aos serviços de saúde,

Identificar se as profissionais do sexo conhecem a profissão Terapia Ocupacional e a partir disso, analisar a possível atuação deste profissional no contexto destas profissionais do sexo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
VANDRIELE CASCAES DE ALMEIDA1020/06/201731/10/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 129,90

Página gerada em 08/08/2022 23:29:17 (consulta levou 0.045439s)