Nome do Projeto
A Percepção das Pessoas com Deficiência Física em Relação ao seu Ambiente de Trabalho na Cidade de Pelotas/RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
29/05/2017 - 16/08/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Resumo
Para este estudo, de forma sintética, podemos definir que a pessoa com deficiência é o ser humano que sofre limitações consideráveis nas funções naturais do físico para realizações de atividades da vida diária. Isso inclui as atividades que pratica como meio de subsistência e que a faz atuar no mercado de trabalho, de maneira formal ou informalmente. As pessoas com deficiência (PCD) merecem o direito da igualdade, direito este que não significa simplesmente comparar as pessoas com alguma deficiência as pessoas sem deficiência, mas sim garantir a elas o direito de não serem barrados, discriminados, separados dos demais cidadãos em razão de sua condição física ou intelectual. Da mesma forma, o direito a dignidade deve ser preservado, disponibilizando-se condições de trabalho que não sejam degradantes ou até mesmo prejudiciais à saúde (BARZOTTO, 2012). O trabalho é uma atividade que possibilita o resgate da autoestima, da dignidade e do exercício pleno da cidadania. A vida trabalhista objetiva a assegurar com que as pessoas que trabalham sintam-se mais seguras, substituindo o sentimento de exclusão pelo sentimento de autovalorização, assim, a satisfação em tornar-se produtivo torna-os felizes. Neste contexto, o trabalho participa da construção da identidade pessoal, faz parte da vida material e psíquica, provê subsistência e oportuniza o reconhecimento social da pessoa com deficiência no mundo e o seu próprio reconhecimento como ser produtivo na sociedade. Sob este parâmetro, o papel assumido pelo trabalho amplia-se, uma vez que pressupõe a conexão entre várias esferas e na direção e organização da vida social (BUBLITZ, 2015). O presente estudo trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, descritivo e exploratório, que traz como temática a percepção das pessoas com deficiência física em relação ao ambiente de trabalho no qual estão inseridas, buscando compreender quais fatores contribuem para uma maior ou menor qualidade de desempenho dentro do ambiente de trabalho. De acordo com o Decreto nº 3.956 a deficiência significa uma restrição física, mental ou sensorial, de natureza permanente ou transitória, que restringe a possibilidade de exercer uma ou mais atividades essenciais da vida diária, propiciada ou acentuada pelo ambiente econômico e social (BRASIL, 2001). Desta forma o debate bibliográfico a ser desenvolvido nesse estudo, pretende abordar uma discussão referente a deficiência física e o mercado de trabalho, buscando identificar a percepção.

Objetivo Geral

Identificar a percepção das pessoas com deficiência física em relação ao seu ambiente de trabalho na cidade de Pelotas/RS.

• Verificar se a pessoa com deficiência física desempenha o trabalho com autonomia;
• Analisar se o ambiente de trabalho está adaptado com recursos de tecnologia assistiva de acordo com as limitações da pessoa com deficiência física;
• Identificar no ambiente de trabalho possíveis barreiras arquitetônicas e a falta de acessibilidade do mesmo;
• Constatar se as leis que amparam as PCD estão sendo efetivas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
RAÍSA HERBSTRITH DE LARA429/05/201716/08/2017

Página gerada em 01/07/2022 03:54:00 (consulta levou 0.037459s)