Nome do Projeto
Desenvolvimento de uma vacina contra BoHV-5 gerada por Yeast Surface Display
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/03/2019 - 10/10/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Resumo
A tecnologia de Cell Surface Display baseia-se na imobilização de proteínas na superfície de células recombinantes, o que abrange o conhecimento de vias bioquímicas, modificações pós-traducionais, arquitetura da célula, e o desenvolvimento de protocolos de transformação genética. A levedura Saccharomyces cerevisiae é um dos principais modelos para expressão de proteínas recombinantes por apresentar diferentes vantagens como: (a) microrganismo com status GRAS (Generally Regarded as Safe); (b) uma amplitude de vetores disponíveis; (c) é capaz de executar modificações pós-traducionais em proteínas. O interesse na utilização do probiótico S. cerevisiae está no baixo custo e alta eficiência da levedura contra desordens no trato gastrointestinal (GTI). S. cerevisiae aplicada à imunoterapia é capaz de ativar uma potente resposta imune inata e uma resposta baseada em linfócitos T diretamente contra a proteína recombinante, e ainda, pode ser utilizada como carreadora de vetores de DNA ou shRNA. Ainda, destaca-se o potencial como vetor na entrega de antígenos recombinantes, no formato de células inteiras inativadas (heat-killed whole recombinant S. cerevisiae) que, quando inoculadas em modelos animais, são responsáveis por ativar células dendríticas. Dessa forma, a utilização da levedura para apresentação de antígenos desperta o interesse não só por induzir uma resposta imune local e sistêmica, mas também por ser uma forma segura e de fácil administração para uma imunoterapia. No laboratório de Microbiologia do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec) da Universidade Federal de Pelotas está disponível uma cepa de S. cerevisiae 4741 capaz de expressar em sua superfície a glicoproteína D (gD) de herpesvírus bovino do tipo 5 (BoHV-5). Visto que as mucosas, principalmente o trato respiratório, são as principais vias de entrada e fontes de replicação de BoHV-5, uma vacina que estimule a resposta imune de mucosa e posteriormente de forma sistêmica, é o objetivo a ser alcançado para o combate eficaz da doença. O objetivo desse projeto é utilizar a cepa recombinante para imunizar grupos de camundongos e pelas vias oral e subcutânea, e ainda imunizar grupos de bovinos através da via intramuscular e oral, testando esses métodos frente a imunização com gD recombinante purificada. Assim, poderão ser avaliados os benefícios conferidos pela imunoterapia que utiliza a levedura S. cerevisiae como um sistema de apresentação de antígenos vacinais.

Objetivo Geral

Objetivo Geral:
- Estabelecer a cepa S. cerevisae BY4741 recombinante como sistema de apresentação da glicoproteína D em uma vacina contra a infecção de herpesvirus bovino tipo 5.

Objetivos Específicos:
- Avaliar a cepa S. cerevisae BY4741 recombinante quanto sua inocuidade e imunogenicidade;
- Avaliar a resposta imune humoral e celular contra a proteína expressa por Cell Surface Display e compará-la com a resposta gerada pela gD recombinante purificada, em modelo murino;
- Avaliar a resposta imune humoral e celular contra a proteína expressa por Cell Surface Display e compará-la com a resposta gerada pela gD recombinante purificada, em modelo bovino;
- Consolidar o sistema de expressão S. cerevisiae como plataforma para imunização oral utilizando proteínas recombinantes.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALCEU GONÇALVES DOS SANTOS JUNIOR121/03/201910/10/2020
FABRICIO ROCHEDO CONCEICAO121/03/201910/10/2020
FRANCISCO DENIS SOUZA SANTOS121/03/201910/10/2020
RENAN EUGÊNIO ARAUJO PIRAINE1221/03/201910/10/2020
RODRIGO CASQUERO CUNHA121/03/201910/10/2020
VITÓRIA SEQUEIRA GONÇALVES121/03/201910/10/2020

Página gerada em 20/11/2019 22:49:20 (consulta levou 0.090863s)